UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/07/2010 - 15h21

Internet móvel pré-paga deve decolar na América Latina, prevê consultoria

SÃO PAULO – O uso da internet móvel pré-paga deve decolar e atrair um número significativo de usuários na América Latina, segundo a perspectiva da Pyramid Research. Ao contrário do que muitos pensam, a tendência é que o serviço comece a ser adotado não apenas por quem não possui internet fixa em casa ou no trabalho.

“(Ela) também vai atrair um elevado número de usuários ocasionais, especialmente aqueles que não necessitam de uma mobilidade o tempo todo para suas conexões”, afirmou o analista sênior da Pyramid, Vinícius Caetano.

O relatório da pesquisa realizada pela Pyramid mostra que a banda larga móvel tem grande potencial de crescimento na região, mas as operadoras precisam expandir seu público-alvo, a fim de gerar mais vendas do serviço e, em consequência, receitas.

Novo modelo

Segundo Caetano, esse serviço irá quebrar o mito da indústria de telecomunicações de que o serviço pré-pago não é rentável. “O modelo móvel tradicional, onde as operadoras oferecem principalmente serviços de valor agregado a clientes pós-pagos, deixa de atender a população de classe média a baixa dos mercados emergentes em seus estágios iniciais”, apontou.

A pesquisa mostra ainda que até metade dos gastos do consumidor nestes países é omitido devido à receita média por cliente (ARPU) dos clientes de baixo poder aquisitivo e de pré-pago.

“A fim de melhor atender este mercado negligenciado, as operadoras terão de se concentrar em serviços baseados em características que sejam compatíveis com a maioria da população, inclusive do modelo pré-pago”, acrescentou o analista.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host