UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 16h32

Ascensão: classe D consome mais que a B em quatro categorias de produtos

SÃO PAULO – A baixa renda está consumindo mais. Neste ano, a classe D já superou a classe B quando o assunto é consumo de alimentos, vestuário, móveis, eletrodomésticos e eletrônicos para o lar e remédios.

De acordo com levantamento feito pelo instituto de pesquisas Data Popular, a maior diferença está nos gastos com alimentação dentro do lar. Neste ano, a classe D deve gastar R$ 68,2 bilhões com este item – número que equivale a 23,4% do total de gastos esperados, considerando todas as classes, com os produtos do grupo, de R$ 292 bilhões.

Já a classe B deve gastar em torno de R$ 45,4 bilhões com alimentos, 15,5% do total esperado para este ano. A diferença entre os dois segmentos da população é de R$ 22,8 bilhões.

Outros segmentos

Na categoria móveis, eletrodomésticos e eletrônicos para o lar, a classe D deve gastar em torno de R$ 1 bilhão a mais que a classe B neste ano. Ao todo, a baixa renda deve desembolsar R$ 16,3 bilhões com este item. Já a classe B deve gastar R$ 15,3 bilhões. Ao todo, espera-se que os consumidores gastem R$ 87 bilhões com itens eletrônicos em 2010.

Confira na tabela abaixo as categorias de produtos que a classe D consome mais que a B, o valor que deve ser gasto por esses segmentos até o fim deste ano e o valor total de gastos esperados para cada segmento:
















           A classe D já ultrapassou a B em quatro categorias de consumo         
Grupo   Gastos classe D    Gastos classe B      Total de gastos 2010*    
Alimentação dentro do lar  R$ 68,2 bilhões  R$ 45,4 bilhões  R$ 292 bilhões 
Higiene, cuidados pessoais e limpeza do lar  R$ 11 bilhões  R$ 11 bilhões  R$ 59 bilhões 
Vestuário e acessórios  R$ 12,7 bilhões  R$ 12,5 bilhões  R$ 74 bilhões 
Móveis, eletrodomésticos e eletrônicos para o lar  R$ 16,3 bilhões  R$ 15,3 bilhões  R$ 87 bilhões 
Medicamentos  R$ 9,9 bilhões  R$ 9,8 bilhões R$ 51,5 bilhões 

Fonte: Data Popular
*Previsão



Massa de renda: classe D ultrapassa B pela primeira vez

Neste ano, a massa de renda dos consumidores da classe D deve superar a da B. O levantamento do Data Popular mostra que o poder de compra da baixa renda deve ficar em R$ 381,2 bilhões, ao passo que o da classe B deve ser de R$ 329,5 bilhões. Ao todo, os brasileiros terão em torno de R$ 1,38 trilhão para gastar neste ano.

A renda disponível dos consumidores da classe A neste ano está estimada em R$ 216,1 bilhões e da classe E em R$ 25 bilhões. Apesar do crescimento da classe D, em termos de consumo, a classe C continua sendo a fatia que tem mais renda disponível para gastos, de cerca de R$ 427,6 bilhões.

Sobre os dados

O levantamento projetou os gastos considerando um crescimento do PIB de 7% neste ano. São considerados da classe D aqueles que recebem de R$ 511 a R$ 1.530. E da classe B, aqueles com ganhos entre R$ 5.101 a R$ 10.200.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host