UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 09h22

GOL diz que está atendendo passageiros; atrasos caem para 15%

SÃO PAULO – Os passageiros da companhia aérea GOL que tiveram seus voos atrasados ou mesmo cancelados nos últimos dias estão sendo atendidos, de acordo com a empresa, conforme as normas estabelecidas pela Anac.

“A empresa tem mantido contato com representantes da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para informar as ações que está tomando para garantir o bom atendimento aos clientes”, informou a companhia, por meio de nota.

De acordo com dados atualizados da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), até as 8h da manhã desta quarta-feira (4), 15,4% dos 182 voos domésticos programados da companhia estão atrasados e 2,2% foram cancelados. Na segunda-feira (2), os atrasos chegaram a 53% dos voos.

Plano de ação

A Anac reuniu-se com representantes da companhia na última terça-feira (3) para traçar um plano de ação para atender a todos os passageiros prejudicados pelos atrasos ou cancelamentos.

De acordo com a Agência Brasil, a GOL deverá apresentar relatórios semanais à Anac sobre a quantidade de horas voadas pelos tripulantes. O excesso da jornada de trabalho foi o principal motivo para o início dos problemas com os voos das companhias.

Ao implantar um novo sistema de escalas de trabalho de pilotos e comissários, a empresa verificou que muitas equipes estavam trabalhando mais que o previso pela legislação, que limita a jornada em até 85 horas de voos por mês.

Ainda segundo a agência, inspetores foram enviados para acompanhar o trabalho de planejamento da escala na empresa e fiscalizar a assistência devida pela companhia aos passageiros.

Greve

O excesso de horas de trabalho e a remuneração são os motivos para uma possível greve dos funcionários da GOL. O Sindicato Nacional dos Aeroviários, entidade que representa os profissionais que dão suporte por terra às aeronaves, confirmou na última terça-feira (3) que apoiará a paralisação, que pode ocorrer entre os dias 12 e 13 deste mês.

Já o Sindicato Nacional dos Aeronautas, entidade que representa comissários e pilotos, afirmou que não estuda paralisação por parte da categoria.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host