UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 08h50

Promoções de veículos elevaram vendas do comércio varejista em julho

SÃO PAULO – As promoções realizadas pelas concessionárias levaram os consumidores de volta às compras dos carros zero. Em julho, segundo a Fenabrave, houve um aumento de mais de 12% nos emplacamentos. A forte procura por veículos elevou a atividade do comércio varejista no sétimo mês do ano.

O aumento, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, divulgado nesta quarta-feira (4), foi de 0,9%, frente ao mês anterior, e de 9,5%, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Somente o segmento Veículos, Motos e Peças registrou alta de 5,3% nas vendas, considerando a comparação mensal, e de 12%, frente a julho de 2009.

De acordo com o indicador, no acumulado deste ano, a atividade do comércio varejista cresceu 10%. Nesse período, o segmento de Veículos, Motos e Peças e de móveis também foi destaque, pois apresentou aumento de 17,6% nas vendas no período.

Comércio varejista frente a junho

Em julho, frente a junho, todos os segmentos do comércio registraram aumentos nas vendas, ao contrário do que ocorreu um mês antes, quando apenas o segmento de Móveis, Eletroeletrônicos e Informática registrou aumento.

Além do segmento de Veículos, nessa comparação, o destaque também ficou com Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios, que registrou aumento de 1,3% nas vendas, seguido pelo segmento de Combustíveis e Lubrificantes, cujas vendas ficaram 1,1% maiores no período.

Outro destaque foi o segmento Material de Construção. Em julho, as vendas desse grupo aumentaram 1%. Já as vendas dos segmentos Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas e Móveis, Eletroeletrônicos e Informática cresceram menos, 07% e 0,4%, respectivamente.

Análise anual

Frente a julho do ano passado, o indicador mostra alta de 9,5%. Nessa base comparativa, todos os segmentos registraram aumento das vendas. E o grande destaque ficou por conta do segmento Material de Construção, cujas vendas registraram acréscimo de 17,4%.

Depois dele, Móveis, Eletroeletrônicos e Informática e Veículos, Motos e Peças também se destacaram em julho, com altas de 13% e 12%, respectivamente. Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios registraram aumento de 6,1% nas vendas.

Supermercados, Hipermercados, Alimentos e Bebidas registrou um acréscimo de 4,9% nas vendas, seguido do segmento Combustíveis e Lubrificantes, cujo aumento ficou em 0,8%.

Sobre o índice

O indicador da Serasa tem como base o banco de dados da Serasa Experian. A partir da metodologia de cálculo do PIB, apresentada pelo IBGE em 2007, na qual o comércio passou a ser, individualmente, o setor com maior participação na geração do valor adicionado da economia brasileira, respondendo por 11%, a entidade percebeu que é de fundamental importância dispor de mais indicadores, destinados a mensurar a evolução deste setor da atividade econômica do País.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host