UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/08/2010 - 14h42

Facilidade de pagamento é estratégia da TAM para atrair classes emergentes

SÃO PAULO - Os brasileiros que decidirem comprar passagens aéreas nos quiosques que a TAM instalará em três unidades da Casas Bahia a partir da próxima segunda-feira (9) encontrarão preços iguais aos demais pontos-de-venda, mas maior facilidade de pagamento.

Em entrevista nesta quinta-feira (5), o presidente da companhia, Líbano Barroso, explicou que haverá parcelamentos sem juros e financiamento em 48 vezes.

"Quem quiser parcelar no cartão em seis vezes não pagará juros, quem quiser parcelar em 12 vezes pagará os juros definidos pela instituição financeira da qual o consumidor tem o cartão. Quem possuir cartão do Banco do Brasil poderá parcelar em 48 vezes, com juros de 2,2% ao mês, o que a meu ver é bastante competitivo. Já quem tiver o cartão da Casas Bahias terá o limite sobrado, na hora de comprar as passagens", explicou.

Novos produtos

O diretor de varejo da companhia, Klaus Kuhnast, explicou que, além de ampliar os pontos-de-venda para se estabelecer mais próximo as classes emergentes, a companhia lançará produtos novos, de olho nesse público.

"O Giro TAM é um desses produtos. Com ele, será possível comprar uma passagem para um trecho e realizar outras três paradas, ou seja, o passageiro compra um bilhete São Paulo - Fortaleza, mas pode parar no Rio de Janeiro e passar uma semana, depois ir a Bahia e ficar outros cinco dias, antes de chegar ao seu destino final", explica.

E completa: "esse produto será focado no público universitário e criaremos postos de vendas nas faculdades para facilitar o acesso desse público, mas ele estará disponível para qualquer cliente que queira viajar e parar em outros destinos antes do final".

Preços

Por fim, o presidente da companhia explicou que, embora muitas pessoas acreditem que as passagens aéreas da TAM sejam mais caras do que as das demais empresas aéreas, uma campanha publicitária será lançada no próximo domingo para mostrar que essa é uma inverdade.

"Em viagens de 800 km de distância, nossos preços são muito competitivos com os preços cobrados por ônibus. Em destinos de até 1.000 km nossos preços são mais vantajosos. Se o turista calcular que, além da passagem, em uma viagem de 6 dias de São Paulo a Recife, ele gastará também com alimentação, verá que fazer essa mesma viagem em 6 horas de avião será mais econômico".

As peças publicitárias da companhia apresentadas à imprensa nesta manhã traziam passagens aéreas para Recife a partir de 10 parcelas de R$ 45, Buenos Aires por 12 parcelas de R$ 50 e Miami por 12 parcelas de R$ 99.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host