UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 12h49

Classe C fechará 2010 com 103 milhões de pessoas e 31% da massa de renda

SÃO PAULO – A classe C deve corresponder a 103 milhões de pessoas neste ano, o que representa um crescimento de 21,5% frente a 2008. Com isso, a massa de renda dessas pessoas representará mais de um terço do total de 2010.

Os dados constam na pesquisa Economia Brasileira em Perspectiva, divulgada nesta terça-feira (10) pelo Ministério da Fazenda.

Desde 2002, cerca de 25 milhões de brasileiros deslocaram-se para o meio da pirâmide social. Desta forma, até 2014, a Fazenda espera que 113 milhões de pessoas estejam na classe C, ante 40 milhões na D, 31 milhões na A/B e 16 milhões na E.

Potencial de consumo

De acordo com a pesquisa, de 2002 até o presente, o poder de compra das classes de menor renda tem evoluído, o que deve aumentar a participação das classes C e D no potencial de consumo.

“Tal dinâmica reflete as condições favoráveis da macroeconomia para as camadas de menor renda, a saber, o aumento do salário mínimo, o controle da inflação, a geração de empregos, os benefícios sociais, como o Programa Bolsa Família”, diz a pesquisa.

Neste ano, a classe C será responsável por 31% da massa de renda total no Brasil, que corresponderá a R$ 1,38 trilhão, conforme mostrado abaixo:

Participação das classes sociais na massa de renda 
Classe  Participação
C 31%
D 28%
B 24%
A 16%
E 1%
Total R$ 1,38 trilhão
Fonte: Data Popular/ Elaboração: Ministério da Fazenda

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host