UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 16h07

Crédito: bancos compensam alta na taxa de juros com ampliação de prazos

SÃO PAULO – Para compensar parcialmente o recente aumento nas taxas de juros, os bancos estão ampliando os prazos no pagamento de créditos concedidos para os consumidores.
Segundo a Carta de Conjuntura do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgada na última segunda-feira (10), o prazo médio para pessoas físicas e jurídicas tem crescido nos últimos meses, sobretudo devido ao aumento no número de financiamentos imobiliários.
Por outro lado, analisa o Instituto, o valor dos bens dados como garantia impede um alargamento maior dos prazos.
Inadimplência

Ainda no que diz respeito às taxas de juros, o Instituto acredita que, além de influenciar no volume de concessões de crédito, caso haja alguma alteração brusca, elas podem impactar os dados de inadimplência.
Até o momento, os dados de atrasos de pagamento até 90 dias mostram que a tendência da inadimplência é de estabilidade, especialmente por conta da melhora no mercado de trabalho, que pode até indicar queda neste indicador.
Concessão de crédito

De modo geral, em junho, o estoque de crédito na economia cresceu 2% sobre maio, com saldo de R$ 1,53 trilhão, ou 47,7% do PIB (Produto Interno Bruto). Para pessoas físicas, o estoque aumentou 1%, para cerca de R$ 692,6 bilhões
No que diz respeito às concessões para pessoas físicas, em junho, o montante ficou em R$ 65,5 bilhões, com destaque para as modalidades de cheque especial e cartão de crédito. Em 12 meses, contudo, as modalidades aquisição de veículos e financiamento imobiliário obtiveram as maiores taxas de crescimento.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host