UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 17h31

E-consumidores de SP estão pesquisando mais e intenção de gastos cai neste trimestre

SÃO PAULO – A intenção dos consumidores paulistas de comprar pela internet cresceu de maneira geral neste trimestre, frente ao segundo trimestre deste ano. Contudo, a intenção de gastos registrou queda no mesmo período.
“Os consumidores estão buscando mais, pesquisando mais pela internet, mas estão com expectativa de gastar menos”, explica o professor e pesquisador do Provar/FIA (Programa de Administração de Varejo da Fundação Instituto de Administração), Nuno Fouto.
De acordo com os dados da instituição, o aumento mais significativo da intenção de gastos ficou com o item brinquedos. “Esse aumento já é reflexo da expectativa de gastos para o Dia das Crianças”, acredita o professor.
Ele explica que esse aumento também se deve à média de gastos dos consumidores com esse item, que é baixa, de R$ 100 a 200. Por outro lado, considerando itens cuja faixa de gasto é maior, as quedas foram expressivas.
É o caso dos produtos de linha branca. Na internet, os consumidores costumam gastar entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil com os itens. Mas a intenção de gasto neste trimestre caiu 5,8%.
Sobe e desce

Até itens com que os consumidores costumam gastar menos pela internet registraram quedas, como é o caso de produtos de utilidade doméstica e CDs, DVDs, livros e revistas. No primeiro caso, a faixa de gasto é de R$ 100 a R$ 200 – mesmo com baixo valor, a intenção de compra caiu 15,1% .
Já no caso dos CDs e DVDs, cuja faixa de gasto fica entre R$ 50 e R$ 100, a queda na intenção foi de 2%. Para Fouto, esses produtos estão deixando de ser prioridade para os consumidores.
Confira na tabela abaixo a intenção de gastos dos consumidores com compras na internet para o terceiro trimestre, frente ao trimestre anterior:



















Intenção de Gastos na internet (3º trimestre)
Linha de produtos 3º x 2º trimestres Faixa de gasto 
Linha Branca -5,8% R$ 1 mil a R$ 1,5 mil 
Eletroeletrônicos  0,8% R$ 300 a R$ 500
Informática 0,3% R$ 1 mil a R$ 1,5 mil
Telefonia e Celulares  -7,5% R$ 300 a R$ 500
Produtos para Casa -6,9% R$ 300 a R$ 500
CDs, DVDs, Livros e Revistas  -2% R$ 50 a R$ 100
Cosméticos, Perfumaria e Saúde  -6,9% R$ 100 a R$ 200
Brinquedos 7,9% R$ 100 a R$ 200
Utilidades Domésticas -15,1% R$ 100 a R$ 200
Outros  -6,9% até R$ 100
Fonte: Provar/FIA 

Formas de pagamento

De acordo com a pesquisa do Provar/FIA, o cartão de crédito é a forma de pagamento mais utilizada pelos consumidores na internet e corresponde a 60% da preferência. “O aumento do rendimento médio real do trabalhador nos últimos anos e a estabilidade econômica têm feito com que os consumidores confiem mais na utilização do cartão de crédito para suas compras”, explicou, por meio de nota, o coordenador geral do Provar, Claudio Felisoni de Angelo.
Fouto concorda, mas também completa dizendo que o comércio eletrônico ainda não oferece outras opções para o consumidor pagar suas compras. “Outras formas de pagamento ainda não estão difundidas, existem, mas ainda não estão difundidas”, explica.
Para ele, o consumidor ainda não se sente seguro para utilizar outros meios de pagamento na internet.
Perspectivas

Para o quarto trimestre, as expectativas são de redução dos gastos ou mesmo da intenção de compra pela internet, apesar do Natal. “Porque a interferência do governo no consumo foi muito forte, com o aumento da taxa básica de juro (Selic), e os consumidores vão sentir crédito mais caro”, disse o professor. Para 2011, contudo, o professor espera aumento nas vendas pela web.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host