UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 13h37

Setor de serviços é um dos responsáveis pela inflação nos últimos três meses

SÃO PAULO - O setor de Serviços é um dos responsáveis pela inflação nos últimos três meses.
Segundo a Carta de Conjuntura do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgada na última segunda-feira (9), o segmento, excluindo Alimentos, “é o ponto de pressão” sobre o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).
Em 12 meses, com exceção dos serviços de comunicação, cuja concorrência nos últimos anos gerou uma guerra de tarifas e uma uniformização dos serviços prestados, todas as demais categorias que compõem o setor de Serviços apresentam uma variação acumulada superior à do IPCA (4,8%), entre 5,46%, nos serviços residenciais, e 8,19% nos pessoais.
Motivos

Dentre os motivos apontados para a pressão exercida pelo segmento no índice, está o fato de que a manutenção da renda real, observada ultimamente, faz com que a população acabe aceitando pagar um pouco mais pelo serviço oferecido por um estabelecimento ou prestador de sua confiança do que se arriscar contratando um fornecedor desconhecido.
Por outro lado, para os próximos meses, o instituto prevê alguma tendência de queda de preços no setor, explicada pelo fato de o reajuste do salário mínimo ter ocorrido no início do ano, o que fez com que o aumento real do mínimo já tenha sido computado nos preços dos serviços.
Além disso, explica o Ipea, os preços administrados já teriam apresentado a maior parte dos reajustes previstos no primeiro semestre. Entretanto, este alívio dos preços administrados, pode ser anulado , em parte, por uma piora no comportamento dos bens duráveis, afetados pelo reajuste do minério de ferro.

Hospedagem: UOL Host