UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 08h51

Férias de julho e aumento da renda influenciaram alta do fluxo em rodovia pedagiada

SÃO PAULO – As férias de julho e o aumento do poder de compra da população foram os principais motivos apontados pela ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) para a elevação de 1,8% no fluxo de veículos leves em rodovias pedagiadas registrada em julho, na comparação com junho.
"Existe uma mudança na sazonalidade das férias por conta de um consumidor que acumulou maior poder aquisitivo ao longo dos anos", afirmou o economista Bernardo Wjuniski, da Tendências Consultoria Integrada, parceira da ABCR na medição do índice. “Tem mais pessoas com carro e mais gente podendo gastar com viagens de férias do que havia nos anos anteriores”, completou, por meio de nota.
Quanto ao fluxo de veículos pesados, houve aumento de 1,5% no fluxo, estimulado pela retomada da produção industrial. “Tudo indica a volta da produção industrial e o término do período de ajuste do fim dos incentivos fiscais, ocorrido em março”, aponta o economista.
Considerando o fluxo total de veículos, houve aumento de 1,8%. Além de todos os fatores descritos, o aumento geral também foi estimulado pela entrada de dez novas praças de pedágios na composição do índice.
Aumento na análise anual

Frente a igual mês do ano passado, houve alta de 9,5% no fluxo total de veículos em rodovias pedagiadas. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 6,1%.
Considerando apenas os veículos leves, o fluxo na comparação com julho de 2009 foi 8,9% maior, ao passo que o fluxo dos pesados no mesmo período avançou 11,4%. Confira, na tabela abaixo, as variações dos fluxos em estradas pedagiadas:













Taxa de crescimento do fluxo pedagiado
Índice  Julho 2010/  
Julho 2009 
  Julho 2010/  
Junho2010 
  12 meses  
Geral 9,5% 1,8% 6,1%
Leves 8,9% 1,8% 6%
Pesados 11,4% 1,5% 6,3%
Fonte: ABCR/Tendências Consultoria

São Paulo e Rio de Janeiro

São Paulo registrou aumento no fluxo de veículos em rodovias com pedágio na comparação anual, mensal e nos últimos 12 meses. No primeiro caso, o aumento foi de 13,2%, no segundo foi de 1,9% e nos últimos 12 meses, a elevação foi de 6,8%.
Considerando os veículos leves, houve aumento de 12% no fluxo na comparação com julho do ano passado e de 2% frente a junho. Nos últimos 12 meses, a elevação foi de 6,4%.
No Rio de Janeiro, o cenário é semelhante, com aumentos em todas as análises. Frente a junho, a elevação foi de 2,6% e na comparação com julho de 2009, o fluxo em rodovias pedagiadas na capital carioca foi 4,9% maior. Nos últimos 12 meses, o incremento foi de 3,8%
Considerando os veículos leves, houve aumento de 4,4% no fluxo na comparação com julho do ano passado e de 2,8% frente a junho. Nos últimos 12 meses, a elevação foi de 3,5%.
Hospedagem: UOL Host