UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/08/2010 - 18h32

Confira cuidados ao aderir a sites de compras coletivas e leilão virtual

SÃO PAULO – Maior mercado de comércio eletrônico da América Latina, o Brasil tem presenciado a chegada de sites que promovem compras coletivas e leilões de mercadorias. Mas, antes de aderir à moda, o consumidor precisa tomar alguns cuidados, principalmente para que o desejo de economizar não se transforme em prejuízo.

Os sites de compras coletivas, por exemplo, oferecem algumas ofertas, que ficam disponíveis por um período de um a três dias. Para que elas sejam válidas, é necessário atingir um número mínimo de interessados, que varia conforme o que foi ofertado. Os descontos partem de 40% e podem chegar a 90%.

“Estes sites só tendem a crescer no Brasil. No médio prazo, cada um partirá para diferenciação ou para compra coletiva direcionada a um nicho, como restaurantes, eletroeletrônicos, serviços e etc.”, disse o diretor-comercial do site Blindado S/A, Bernardo Carneiro.

Já nos sites de leilões, os lances podem ser dados em diversas modalidades de produtos disponíveis. “Esse mercado é relativamente novo e há grande oportunidade de evolução”, disse o diretor-comercial do Olho no Click, Guilherme Pizzini.

Cuidados

Nos leilões virtuais, de acordo com Pizzini, as dicas para que as pessoas consigam realmente obter vantagem é que elas acompanhem o leilão. “Em 30 segundos, os compradores podem perder a oportunidade de comprar um produto a 10% de seu preço”, revelou. Entre as dicas dadas por ele, estão acompanhar o histórico do leilão, entender quem são os participantes e montar uma estratégia.

Já Carneiro indica, para aqueles que estão em sites de compras coletivas, as condições do negócio. “Neles, você recebe um voucher para compra em loja física. Mas como você sabe exatamente se isso vai funcionar? E se eu chegar no restaurante e não aceitarem? É preciso olhar a política da empresa”, ressalta.

Ainda em relação à empresa, Carneiro ressalta algo interessante: avaliar a credibilidade e reclamação de outros consumidores fica difícil, porque muitas delas ainda são novas no mercado. “Por último, entra a questão da credibilidade, porque eles surgiram há pouco tempo”, ressaltou. E é exatamente por este motivo que, se já houver reclamação, é bom desconfiar.

Além disso, outros cuidados a serem tomados são analisar a seriedade da empresa, com base em seus parceiros, prestar atenção em termos de segurança e se existe algo no portal que indique que os dados, na hora do pagamento, não serão copiados e estão em segurança.

Hospedagem: UOL Host