UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/08/2010 - 13h14

Quem investe em ações no Brasil? Confira os perfis

  • O ex-jogador de futebol Pelé participa de lançamento de campanha na Bovespa

    O ex-jogador de futebol Pelé participa de lançamento de campanha na Bovespa

SÃO PAULO - A BM&F Bovespa lançou nesta terça-feira (17) a campanha "Quer ser sócio?" que visa, por meio da educação financeira, atrair cada vez mais investidores pessoa física para o mercado de ações.

De acordo com o diretor de fomento de negócios da BM&F Bovespa, Verdi Monteiro, a pessoa física é o investidor que mais interessa à Bolsa, porque não sai mais ao primeiro sinal de instabilidade.

"Um estudo encomendado por nós à FGV (Fundação Getulio Vargas) mostra que, durante a recente crise vivida na economia mundial e, consequentemente, na Bolsa de Valores, o investidor de varejo não encerrou seus investimento em ações. Aliás, muitos até aumentaram o montante investido, enquanto os demais tipos de investidores se debandaram", explica.

O diretor explicou ainda que o estudo serviu para identificar o perfil dos brasileiros que investem na Bolsa de Valores atualmente e ajudou a instituição a repensar produtos e estratégias.

"Percebemos que o jovem está chegando com força total e, por isso, vamos ampliar nossa comunicação on-line. Teremos mais presença no Twitter, Facebook e aplicativos para smartphone. Mas isso é apenas o começo. Com esse estudo, pretendemos lançar produtos que atendam melhor aos clientes da Bolsa".

Investidores

Mas, afinal, quem é o investidor de ações no Brasil? De acordo com o levantamento, há oito perfis de investidores na Bolsa de Valores atualmente. Conheça cada um deles:

  • Investidor 1 - A Bolsa é sua casa - Esse é um investidor antigo, com alto valor de custódia e alto giro na Bolsa. São investidores que se sentem em casa na Bolsa, e as ações são parte significativa de sua carteira de investimentos. Com idade entre 40 e 65 anos, eles representam 4,1% do total de investidores pessoa física da Bolsa (cerca de 596 mil);
  •  Investidor 2 - A Bolsa é sua grande aposta - Esse é um investidor recente, mas que também possui um alto volume de custódia e um giro grande. Formado por investidores com objetivo de curto prazo e por pessoas de mais idade (entre 40 e 65 anos), também responde por 4,1% do total de investidores da Bolsa;
  • Investidor 3 - A Bolsa é longo prazo - 8% dos investidores integram esse grupo, que tem por característica alto volume de custódia e baixo giro. É um investidor antigo, que já está com recurso alocado em ações durante anos. O objetivo dele, como o nome já diz, é o longo prazo. Eles também possuem entre 40 e 65 anos;
  • Investidor 4 - A Bolsa é um investimento planejado - Grande parte desse grupo - que representa 5,2% do total de investidores da Bolsa - é formado por mulheres. "Elas miram mais o longo prazo, os homens é que são mais especuladores", afirma Monteiro. São investidores recentes, com alto volume de custódia e giro baixo, que buscam os rendimentos históricos para planejarem suas decisões de investimento;
  • Investidor 5 - A Bolsa é seu passatempo - Com baixo volume de custódia e giro alto esse investidor está na Bolsa há alguns anos. De olho no curto prazo, são investidores muito ativos, que estão na faixa entre 30 e 40 anos de idade. Porém, eles são minoria, representando apenas 1,1% do total de pessoas físicas que investem em ações;
  • Investidor 6 - A Bolsa é ganho rápido - De olho no curto prazo, esse é um grupo formado principalmente por jovens, entre 18 e 30 anos, e representa 4,5% do total de investidores. Segundo o estudo, esses investidores entraram recentemente na Bolsa e possuem um volume de custódia baixo e um giro alto;
  • Investidor 7 - A Bolsa é seu cofrinho - Formado por investidores de 30 a 60 anos, o foco é o longo prazo. Aqui a intenção é mesmo usar as ações como forma de guardar dinheiro. Por isso, são investidores pouco ativos, com baixo volume de custódia e baixo giro e que representam 14,7% dos investidores de varejo em ações;
  • Investidor 8 - A Bolsa é sua vacina antimonotonia - Este é o grupo que representa o maior número de investidores da Bolsa. Do total de investidores de varejo, 58,3% se encaixam nesse perfil. São pessoas que entraram recentemente no mercado de capitais com o objetivo de acumular patrimônio no longo prazo ou ainda recuperar perdas recentes. Com giro baixo e baixo volume de custódia, são pessoas empolgadas com a valorização histórica da Bolsa. A maioria tem entre 18 e 40 anos.

 

 

Hospedagem: UOL Host