UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/08/2010 - 13h55

Fundos podem ser obrigados a divulgar despesas operacionais

SÃO PAULO – Vai para audiência pública ainda neste ano a proposta que pode obrigar os fundos de investimento a esclarecer, no informe anual de rentabilidade, as taxas de administração cobradas e demais custos operacionais.

A confirmação foi feita pela presidente da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), Maria Helena Santana, no início desta semana.

Segundo ela, todas essas despesas têm impacto na rentabilidade e, por isso, disse Maria Helena, “interessa ao cotista saber porque ele deixa de levar certa quantia para casa”. “Hoje essa informação não é fornecida e, quando é, não de forma comparável”, acrescentou.


Comparação

A ideia da CVM é que esses dados sejam informados no demonstrativo de maneira que o investidor consiga comparar os diferentes produtos. Assim, em vez de comparar apenas a rentabilidade, ele vai analisar as despesas que permitiram ao fundo chegar a tal lucro.

Entre os principais gastos dos fundos estão as despesas com consultoria, custódia e corretagem. “É importante que a gente dê mais transparência, para que a decisão do investidor leve isso em conta também”, declarou.

Consulta

Maria Helena prevê que, por volta de outubro, o assunto vá à consulta pública, que deve ficar aberta por cerca de dois meses. Se receber muitos comentários, é possível que o mercado peça uma prorrogação no prazo. Após nova discussão na autarquia, a medida só deve entrar em vigor no próximo ano.

Hospedagem: UOL Host