UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/08/2010 - 09h06

Canetas brasileiras são mais baratas e duram mais que as importadas

SÃO PAULO - As canetas nacionais duram mais e custam menos que as importadas, segundo pesquisa divulgada pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) na quarta-feira (18).

A pesquisa aponta que as canetas brasileiras custam em média R$ 0,31, enquanto as chinesas custam R$ 0,51 e as de outros países, R$ 1,82. O valor médio brasileiro é 39,22% menor que o chinês e 82% inferior ao preço médio dos demais países.

A diferença entre os preços pode ter sido influenciada pelo direito antidumping. A prática de dumping, ou exportação de bens para outros mercados com preço menor que o praticado no mercado de origem, é considerada desleal pela OMC (Organização Mundial do Comércio).

O estudo foi realizado com 20 marcas de canetas esferográficas, sendo cinco brasileiras, 13 chinesas, uma japonesa e uma malaia, totalizando 65% de marcas importadas.

Duração

A média da capacidade de escrita das canetas nacionais, ainda segundo a pesquisa, foi de 1.639 metros. Já as canetas chinesas têm capacidade de 1.164 metros e as de outros países, de 1.112 metros.

Quando analisadas a capacidade de escrita e o preço, o valor das canetas brasileiras é aproximadamente 66% menor que o das canetas chinesas e 82,96% mais barato que o das canetas de outros países.

O custo benefício das canetas nacionais apresentou vantagem sobre o de outros países. O preço por cada 10.000 metros das canetas nacionais foi de R$ 1,86, enquanto as canetas chinesas apresentaram um preço de R$ 6,39 e as dos demais países, de R$ 17,47. Ou seja, o custo por metro das canetas brasileiras é 70,89% menor que o das chinesas.

Hospedagem: UOL Host