UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/08/2010 - 11h52

Vendas de imóveis novos em SP crescem 18,4% no primeiro semestre de 2010

SÃO PAULO – A venda de imóveis novos na cidade de São Paulo registrou alta de 18,4% no primeiro semestre deste ano, em relação aos primeiros seis meses do ano passado.

Segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (19) pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação), entre janeiro e junho deste ano, foram vendidas 17.005 unidades, contra 14.368 imóveis comercializados em igual período de 2009.

O montante, ainda de acordo com o Secovi-SP, só é inferior ao negociado nos primeiros seis meses de 2008, quando 19.224 unidades foram vendidas.

No que diz respeito ao número de lançamentos, este foi 66,55% superior ao registrado na primeira metade de 2009, com 13.566 unidades.

Trimestre

Na análise do segundo trimestre do ano, entretanto, a comercialização de imóveis novos na cidade de São Paulo apresentou queda de 10,4%, em relação a igual período de 2009, passando de 9.537 para 8.544 unidades, sendo este o segundo semestre com o menor volume de vendas dos últimos quatro anos.

Em relação aos três primeiros meses deste ano,a variação nas vendas foi 1%, já que entre janeiro e março foram comercializados 8.461 imóveis.

Os imóveis de dois dormitórios foram os que mais contribuíram para as vendas no segundo trimestre, com 3.002 unidades comercializadas.

Perspectivas

Na opinião do Sindicato, o volume de imóveis negociados nos primeiros seis meses de 2010 é compatível com a estimativa de chegar entre 37 mil e 38 mil unidades vendidas ao final do mês de dezembro.

A razão, explica a entidade, é a estabilidade da economia nacional. “A economia brasileira não vem apresentando surpresas neste ano. Apesar de certa evolução dos indicadores conjunturais, com aumento na previsão dos índices de preços e consequente elevação da Selic (taxa básica de juro) ao longo dos primeiros meses, não tivemos novidades”.

Hospedagem: UOL Host