UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/08/2010 - 19h51

Fundos de ações do Brasil são destaque de captação na última semana, diz EPFR

SÃO PAULO - Os fundos de ações tiveram mais uma semana negativa em termos de captação, segundo relatório da EPFR Global. De acordo com a consultoria, a diferença vista entre as aplicações e os resgates durante os dias 12 e 18 de agosto foi a maior em seis semanas. Contudo, os fundos de ações das economias emergentes conseguiram se destacar positivamente durante o período - principalmente o Brasil.

"A combinação de todos os fundos de ações dos mercados emergentes estendeu seu saldo positivo de captação acumulado do ano para US$ 34,5 bilhões, após terem atraído US$ 2,2 bilhões de 'fresh money' (dinheiro que não estava alocado indústria de fundos anteriormente) na última semana", disse a EPFR. Dentre as aplicações focadas nessas economias, destaque para os fundos GEM (Global Emergent Markets), que atraíram US$ 2,29 bilhões a mais do que foi resgatado no período, chegando à sua 12ª semana seguida de captação.

Já os fundos latino-americanos receberam novas aplicacões pela quinta vez em seis semanas, com destaque para o Brasil, que conseguiu reportar o maior saldo positivo de captação dentre todos os subgrupos, adotando como base monetária o dólar.

Dentre outros países emergentes que conseguiram se destacar na semana, os fundos de ações da Turquia apresentaram captações líquidas positivas pela 8ª semana consecutiva. Por outro lado, os fundos de ações russos tiveram seu maior saldo negativo desde maio. China e Taiwan também tiveram performances deficitárias.

Desenvolvidos perdem mais capital

Passando para o eixo dos países mais ricos, a última semana mostrou mais um resultado deficitário em termos de captação. "Os cinco grupos de fundos das  economias desenvolvidas do mundo postaram saldo negativo durante a semana, com os fundos de ações norte-americanos relatando o maior resgate em dólares e os fundos de ações japoneses o maior em relação percentual (comparado em relação ao capital total administrado na semana anterior)", afirma a EPFR.

Já na Europa, as modestas captações dos fundos de ações de Alemanha, Reino Unido e Suíça não foram suficientes para fazer com que o resultado do continente ficasse positivo na última semana, interrompendo assim uma sequência de três semanas no azul. Por fim, os fundos globais de ações tiveram seu 8º desempenho negativo em termos de captação líquida em 9 semanas.

Fundos setoriais

Os fundos setoriais de tecnologia e saúde/biotecnologia relataram mais uma semana de saques superiores às aplicações, pressionados pela rodada mista de resultados corporativos. Por outro lado, os fundos de telecom e utilities (empresas do setor de energia elétrica e saneamento), que possuem características mais defensivas, estenderam sua maior sequência de captações deste ano.

Também na ponta positiva, aparecem os fundos de commodities, petróleo e gás, financeiro e imobiliário - este último conheceu sua quinta semana consecutiva de captações maiores do que os resgates.

Bonds: emergentes também são destaque

Beneficiados pelo cenário de maior aversão ao risco nos mercados, os fundos de bonds voltaram a relatar bons resultados, com as aplicações nesse segmento tendo superado os saques em US$ 4,2 bilhões na última semana, revela a EPFR. Com isso, o superávit acumulado em 2010 encontra-se próximo de US$ 270 bilhões.

Assim como no mercado de ações, os emergentes também mostram sólidos números em seus fundos de bonds. Tendo alcançado sua 12ª semana de captação positiva, essas aplicações estenderam o saldo positivo do ano para US$ 32,8 bilhões, número bem acima dos US$ 9,7 bilhões totalizados em 2005, ano em que tiveram o melhor resultado da história.

Também atraindo um volume de capital maior do que foi resgatado na semana encerrada no dia 18, os fundos de bonds norte-americanos acumulam um resultado superavitário de US$ 64,3 bilhões no ano, ao passo que os fundos de bonds globais registram captação líquida de US$ 45 bilhões em 2010, mostra a consultoria.

Hospedagem: UOL Host