UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/08/2010 - 12h54

Vendas à vista superam financiamento de imóveis em São Paulo

SÃO PAULO – O pagamento à vista foi escolhido pela maioria das pessoas que compraram um imóvel usado em julho na capital paulista. Dados do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo) apontam que 52,14% dos 302 apartamentos e casas vendidos no mês passado foram pagos à vista.

Dos imóveis financiados, 36,19% foram comprados pela CEF (Caixa Econômica Federal). Outros 9,73% foram financiados por outros bancos, enquanto 1,56% foram pagos direto ao proprietário. O consórcio foi responsável por 0,39% das compras.

Altas e baixas nos preços

O preço dos imóveis usados na cidade de São Paulo subiu 2,7% entre junho e julho. Também foram vendidos muito mais apartamentos (64,57%) do que casas (25,17%). As vendas totais, no entanto, sofreram queda de 21,82%.

Baseado nos números de 488 imobiliárias, o Creci-SP observou que o tipo de imóvel que mais diminuiu de preço foi o apartamento de padrão médio, com até sete anos de construção e localizado na Zona B  (bairros como Aclimação, Alto da Lapa, Brooklin, Paraíso, Cerqueira César e Chácara Flora). Os valores baixaram de R$ 4.994,73 em junho para R$ 3.320,83 em julho - queda de 33,51%.

Já o preço que mais aumentou foi o de apartamentos de padrão mais simples, standard, com mais de 15 anos, localizadas na Zona C (Aeroporto, Água Branca e Bosque da Saúde), indo de R$ 2.308,61 para R$ 3.115,38 no mês passado, alta de 34,95%.

Hospedagem: UOL Host