UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 11h25

Inadimplência do consumidor atinge o menor nível desde agosto de 2005

SÃO PAULO - A inadimplência dos consumidores permaneceu estável em 6,5% em julho. O percentual é o menor desde agosto de 2005, quando era de 6,3%. No sétimo mês deste ano, as dívidas vencidas de 15 a 90 dias representaram 5,5% das operações, percentual 0,2 ponto percentual menor que o registrado um mês antes.

De acordo com os dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, divulgada pelo Banco Central nesta terça-feira (24), a taxa total de não-pagamento registrada em julho último (12%) - incluindo dívidas vencidas e inadimplência - é 2,8 pontos percentuais menor do que a apurada no mesmo período de 2009 (14,8%).

Segundo os dados, frente a julho de 2009, o recuo na inadimplência foi de 1,9 ponto percentual. E a taxa referente às dívidas vencidas ficou 0,9 ponto percentual menor.

Modalidades 

Dentre as modalidades analisadas pelo Banco Central, a inadimplência com cheque especial foi destaque em julho, por ter registrado o maior recuo do mês, de 0,7 ponto percentual. No período, a inadimplência dessa modalidade alcançou 9,8% do total de crédito concedido, contra 9,1% verificados em junho. Na comparação com julho de 2009, a taxa ficou 1,5 ponto percentual menor.

A menor taxa de inadimplência no mês passado ficou com a modalidade aquisição de bens de veículos, de 3,4%. Frente a junho, houve recuo de apenas 0,1 p.p.. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi mais intensa, de 1,9 p.p..

Por outro lado, a linha de aquisição de outros bens registrou o maior percentual de inadimplência dentre as modalidades para pessoa física. Em julho, a taxa dessa linha de crédito atingiu 10,7%. Frente a junho, houve leve alta de 0,1 p.p. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o recuo foi de 4,5 p.p.

A inadimplência com crédito pessoal também se manteve praticamente estável, por registrar leve alta de 0,1 ponto percentual frente a junho e alcançar 4,6% do total das operações de julho. Na comparação com o mesmo mês de 2009, contudo, houve queda de 0,7 ponto percentual.

Na tabela abaixo, é possível avaliar a composição da taxa nas diversas modalidades, incluindo dívidas vencidas entre 15 e 90 dias e inadimplência (considerada acima de 90 dias de atraso), para julho e o mesmo período do ano anterior. Vale lembrar que os dados são preliminares:

  Julho de 2009 Julho de 2010
Operação Até 90 dias Mais de 90 dias Total Até 90 dias Mais de 90 dias Total
Cheque especial 5% 11,3% 16,3% 4,1% 9,8% 13,9%
Crédito pessoal 4% 5,3% 9,3% 3,8% 4,6% 8,4%
Aquisição de Veículos 8,3% 5,3% 13,6% 6,7% 3,4% 10,1%
Aquisição de bens (outros) 8% 15,2% 23,2% 7,5% 10,7% 18,2%
Total 6,4% 8,4% 14,8% 5,5% 6,5% 12%

Fonte: Banco Central
Hospedagem: UOL Host