UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/08/2010 - 11h34

Juro ao consumidor fica praticamente estável em julho

SÃO PAULO – A taxa de juro média cobrada nas operações de crédito aos consumidores ficou praticamente estável no sétimo mês do ano, ao passar de 40,4% em junho para 40,5% em julho. Frente ao mesmo mês do ano passado, houve queda de 4,4 pontos percentuais, já que naquele mês a taxa estava em 44,9% ao ano.

A constatação se baseia nos dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, divulgada pelo Banco Central nesta terça-feira (24).

Ao mês, a taxa média praticada ficou em 2,87% em julho, o que representa alta de 0,01 ponto percentual em relação ao mês anterior. Já na comparação com julho do ano passado, houve queda de 0,26 p.p.

Evolução do spread

O spread bancário, que mede a diferença entre os juros pagos pelas instituições financeiras ao captar recursos e os praticados ao emprestá-los, registrou alta. A tabela abaixo compara o spread bancário de julho de 2010 e seus componentes frente ao mês anterior e ao mesmo período de 2009:

Taxa
(% ao mês)
Julho 2009 Junho 2010 Julho 2010  
Taxa de aplicação 3,13 2,86 2,87
Taxa de captação 0,77 0,93 0,91
Spread bancário (p.p.) 2,36 1,93 1,95

Por modalidade de crédito

Uma análise da tabela abaixo permite constatar, frente a julho de 2009, redução de taxa na maioria das modalidades. Na comparação mensal, porém, houve alta na maioria:

Taxa
(% ao mês)
Julho 2009  Junho 2010 Julho 2010 
Cheque especial 8,53 8,46 8,53
Crédito pessoal 3,13 2,96 2,97
Aq. veículos 2 1,78 1,80
Aq. Outros bens 3,65 3,53 3,50

 Fonte: Banco Central

Hospedagem: UOL Host