UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/09/2010 - 08h00

Seguros para bicicletas custam em torno de R$ 350

SÃO PAULO - Nos últimos anos, andar de bicicleta pelas grandes cidades do País não tem sido tarefa fácil. Além de, muitas vezes, disputar espaço com os automóveis, os ciclistas agora também precisam ficar atentos com os ladrões.

Uma alternativa para proteger o veículo é contratar um seguro específico para bicicletas. Na Kalassa Corretora de Seguros, por exemplo, uma apólice com cobertura para roubos e danos a terceiros custa aproximadamente R$ 350.

De acordo o diretor da seguradora, Paulo Kalassa, entretanto, a empresa só trabalha com bicicletas usadas para o esporte ou lazer, sendo que para contratar o seguro a “magrela” precisa estar avaliada em pelo menos R$ 5 mil.

Alternativas

Para quem utiliza a bicicleta como meio de transporte no dia a dia, a opção é o uso de correntes, cadeados e travas. Os mais indicados, segundo o diretor da Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos da cidade de São Paulo), Leandro Valverdes, são as travas u-locks, também conhecidas como d-locks, que podem ser encontradas em lojas de motocicletas e custam, em média, R$ 150.

Além disso, diz ele, é interessante que as pessoas prestem atenção nos lugares onde estacionam as bicicletas e tentem não chamar a atenção. “Para andar na cidade, o segredo é não chamar atenção. Uma dica é utilizar fita isolante para esconder marcas, por exemplos”, diz Valverdes.

Kalassa orienta ainda que as pessoas prefiram andar em grupo e evitem pedalar muito cedo ou à noite.

Hospedagem: UOL Host