UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/09/2010 - 17h22

Negócio entre LLX, MMX e SK pode ser visto com cautela, mas é positivo, diz Link

SÃO PAULO - Analisando o recém anunciado acordo entre a MMX (MMXM3) e a companhia sul coreana SK Networks, envolvendo a subsidiária da LLX Logística (LLXL3), a LLX Sudeste, a Link Investimentos revelou animação com o negócio. Cabe lembrar que, na última semana, especulações envolvendo a empresa já estavam no ar, e impulsionaram uma forte alta dos papéis na sexta-feira (10). 

A negociação envolve a venda do Porto Sudeste, controlado pela LLX Sudeste, para mineradora do grupo EBX. Pelo acordo, a SK Networks comprará US$ 700 milhões em novas ações da MMX ao mesmo tempo em que a mineradora fará oferta pública de permuta para comprar 100% da subsidiária da LLX por US$ 2,3 bilhões.

"Entendemos que a operação é positiva para o minoritário", diz Maria Tereza Azevedo, analista da corretora, citando o retorno financeiro e lembrando que os fundamentos perspectivas de crescimento da empresa seguem intactos mesmo considerando a venda da LLX Sudeste. Ela reitera a sua classificação de outperform - expectativa de desempenho acima da média do mercado - para as ações da companhia. 

Acordo

A analista revela que, ao final da operação de aquisição, os acionistas da empresa de logística irão receber US$ 1,79 bilhão em debêntures perpétuas, não conversíveis, com remuneração de US$ 5 por tonelada de minério de ferro carregado no porto, além de US$ 504 milhões em remuneração, que poderão ser pagos em ações da MMX, precificadas em R$ 13,96 por ação, número correspondente ao valor à ser pago pela SK Networks pelas ações da mineradora. 

"Estes royalties perpétuos de US$5,00 por tonelada de minério de ferro carregado no porto da LLX Sudeste nos parecem bastante fair", aponta Maria Tereza. "Sem dúvida, o ativo é estratégico no case de LLX e uma cisão deste porte deverá ser vista com cautela pelo mercado", pondera a analista.  "A empresa ainda divulgará laudo de avaliação, no entanto, o prêmio pago pela SK pode não ser tão alto quanto esperado pelo mercado". 

Entretanto, a visão de Maria Tereza segue favorável - já que, mesmo sendo um ativo estratégico, a venda pode ser compensada pelo prêmio pago pelo ativo. "Este prêmio é justificável em função das fortes sinergias entre LLX Sudeste e MMX Sudeste", explica.

Por fim, a analista da Link Investimentos lembra que a "a LLX segue como a empresa de maior liquidez no setor de portos, listada no Novo Mercado e integrante do Ibovespa. Não obstante, o cenário atual de mercado de commodities bullish, alta nos preços de minério e boas perspectivas de safra deverão aumentar rentabilidade dos projetos". 

Hospedagem: UOL Host