UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/09/2010 - 11h09

Preço da balada sobe mais que a inflação em agosto

SÃO PAULO – Baladeiros de plantão acabaram gastando mais em agosto. Isso porque, segundo dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na semana passada, curtir a noite ficou 0,06% mais caro no oitavo mês do ano.

Quem mora em Curitiba, por exemplo, foi o mais prejudicado, já que nesta capital o preço de “boite, danceteria e discoteca” ficou 6,54% maior em agosto. Por outro lado, em Porto Alegre, os baladeiros gastaram menos, já que no mês passado, o mesmo item registrou queda de 2,59%.

No geral, a inflação medida pelo IPCA registrou variação de 0,04% em agosto, frente a julho. 

Em 2010

Além do recuo mensal, entre janeiro e agosto, a inflação para os baladeiros registrou aumento de 5,96%. Os preços do item ficaram mais caros para quase todas as capitais analisadas. As exceções ficaram com Belém, onde houve queda de 1,40%, e Recife, onde os preços não sofreram variação no período.

Nos últimos 12 meses, os preços das baladas ficaram 8,26% maiores. O destaque ficou com Curitiba, que sentiu os preços ficarem 17,84% maiores, como mostra a tabela abaixo:

Variação do custo das boites, danceterias e discotecas
Capital Agosto Acumulado do ano Acumulado de 12 meses 
Rio de Janeiro 0,00% 10,88% 8,77%
Porto Alegre -2,59% 12,08% 13,32%
Belo Horizonte 2,09% 7,49% 8,10%
Recife 0,00% 0,00% 12,71%
São Paulo 0,26% 0,31% 3,06%
Distrito Federal 0,00% 7,45% 12,14%
Belém 0,00% -1,40% 2,06%
Fortaleza 0,49% 1,54% 9,95%
Salvador 0,00% 4,14% 2,14%
Curitiba 6,54% 16,29% 17,84%
Goiânia 0,00% 15,19% 14,22%
Nacional

0,60%

5,96% 8,26%

Fonte: IBGE

Hospedagem: UOL Host