UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/09/2010 - 14h26

Seguradoras negam R$ 230 milhões em indenizações em 2009

SÃO PAULO – No ano passado, as seguradoras atuantes no mercado brasileiro negaram em torno de R$ 230 milhões em indenizações. O motivo da recusa, segundo dados divulgados pela CNSeg (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais), seriam as fraudes.

Conforme publicado na sétima edição do SQF (Sistema de Quantificação da Fraude), o montante é 5,1% maior do que o apurado em 2008, sendo que as fraudes comprovadas representaram 1,2% do valor total dos sinistros avisados (R$ 18,9 bilhões), alcançando 0,7% das receitas (R$ 31,2 bilhões).

Já o total de sinistros suspeitos de fraude, em 2009, atingiu R$ 2,10 bilhões, 9,9% acima do verificado um ano antes, enquanto que os sinistros com fraudes detectadas somaram R$ 280 milhões, 1,5% do total de sinistros do ano.

Segmentos

Entre os setores, as carteiras de automóvel, transportes e vida foram as que mais puxaram para cima o índice geral de sinistros recusados por fraudes.

As três modalidades responderam por 88% das fraudes comprovadas no ano passado, o que equivale a R$ 198 milhões. Em 2008, elas haviam respondido por 93% do total.

Hospedagem: UOL Host