UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/09/2010 - 11h45

Consórcio: número de novos participantes cresce 9,1% até julho

SÃO PAULO – Segurança no emprego e economia aquecida têm levado os brasileiros a aumentar o interesse pelos consórcios. Dados da Abac (Associação Brasileira de Administradores de Consórcios) mostram que, entre janeiro e julho, o número de novas contratações cresceu 9,1%.

No ano passado, a entidade registrou a entrada de 1,10 milhão de consorciados, número que passou para 1,20 milhão no mesmo período deste ano.

"Entre os fatores que podemos destacar para esse crescimento nas vendas globais de novas cotas, estão o aumento médio dos veículos leves novos ter sido inferior à inflação e as amortizações e liquidações com aproveitamento de saldos do FGTS feitas por mais de 2,1 mil consorciados atingirem mais de R$ 35,3 milhões, nos imóveis, até 31 de agosto. Também a maior valorização individual das adesões aos grupos de eletros e aumento no número das participações de serviços contribuíram para essa evolução", declarou o presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi.

Números do setor

Ao encerrar o sétimo mês de 2010, a Abac registrou um total 3,89 milhões de consorciados, uma alta de 4,6% sobre os 3,72 milhões contabilizados há um ano.

Também cresceu o número de contemplações: foram 558,3 mil neste ano, contra 545,6 mil realizadas de janeiro a julho do ano passado – um aumento de 2,3%.

Automóveis e imóveis

O aumento na renda média dos brasileiros está se refletindo na mudança de comportamento do brasileiro, que tem transformado parte de seu salário em consórcio.

Um exemplo dessa atitude está no crescimento do valor médio de uma cota de automóvel. Em julho do ano passado, ela era de R$ 38,8 mil, enquanto em julho deste ano chegou a R$ 36,5 mil. Já no consórcio de imóveis, o valor médio das novas cotas superou em 30% o apurado no mesmo período do ano passado, passando de R$ 71.083 para R$ 92.665.

Hospedagem: UOL Host