UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2011 - 12h39

Brasil mantém quinta posição do ranking, apesar da alta de 22,5% na venda de veículos

SÃO PAULO – O Brasil manteve a quinta colocação no ranking mundial de vendas de veículos, em fevereiro, com 258.827 unidades comercializadas. Na comparação com fevereiro de 2010, quando foram vendidos 211.296 automóveis no País, a alta foi de 22,5%.

O País ocupou a quarta colocação de agosto do ano passado até janeiro deste ano, quando perdeu a posição para a Índia, que manteve também a quarta posição em fevereiro.

"A Índia surpreende e mantém a quarta colocação, com certeza será difícil manter esta posição e o Brasil deve recuperá-la. A grande vantagem é que os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China) mantêm sua força e a Rússia já alcança a nona colocação", afirmou o diretor superintendente da Jato Dynamics do Brasil, Luiz Carlos Augusto.

Os dados, divulgados nesta sexta-feira (8) pela empresa de fornecimento de informações automotivas, também mostram que a Alemanha manteve a sexta colocação, apesar da alta de 16,1% nas vendas.

Os três melhores
A pesquisa aponta que o ranking dos três primeiros continua com os mesmos países, no entanto, a ordem mudou. Em fevereiro, a China, que ocupava a primeira colocação, foi superada pelos Estados Unidos. Apesar da China ter apresentado alta de 3,2% nas vendas em relação a 2010, as vendas no mercado norteamericano subiu 27,3%. Os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países, os números englobam carros e comerciais leves.

"Os Estados Unidos retornam ao primeiro lugar, posição que demonstra a estabilidade e força no segmento automotivo e principalmente o início de recuperação da economia", disse Augusto.

O Japão, por sua vez, registrou queda de 12,6% nas vendas, a segunda do ano. Ainda assim, o número de veículos vendidos manteve o país asiático no terceiro lugar do ranking.

Depois da Índia, Brasil e Alemanha, a França, que apresentou alta de 13,3%, manteve a sétima posição em fevereiro. Atrás seguem a Itália, com queda de 20,2%, a Rússia, com crescimento de 79,8%, que a fez subir da décima para a nona posição, e Coreia, teve aumento de 0,9% nas vendas.

América do Sul
Dos destaques da América do Sul, além do Brasil, a Argentina marcou presença forte. Em fevereiro, o país vizinho registrou alta de 31,7% nas vendas, frente a fevereiro de 2010, com a comercialização de 57.121 veículos.

Em crescimento, o destaque ficou com o Uruguai. O país registrou alta de 38,8% em fevereiro, ao comercializar 1.869 veículos, contra os 1.347 de fevereiro do ano passado. O Equador registrou o menor crescimento, de 1,3%.

No sentido contrário, apenas a Bolívia registrou queda nas vendas no segundo mês do ano, de 13,8%.

"América do Sul começa a demonstrar uma estabilidade, este posicionamento vai fortalecer todo o mercado sulamericano e melhorar os investimentos e esforços para desenvolvimento sustentável do segmento dentro de toda a região", concluiu Augusto.
Hospedagem: UOL Host