UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

  • Imagem:

08/06/2011 - 09h00

Receita libera 1ª consulta à restituição do IR 2011; dinheiro cai no dia 15

SÃO PAULO – A Receita Federal liberou  a primeira consulta ao lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física de 2011 (ano-base 2010). No total, serão liberados sete lotes mensais, até dezembro.

O dinheiro será depositado no banco indicado pelo contribuinte na quarta da próxima semana (dia 15). A correção monetária é de 1,99% para o lote de 2011. Além desse 2011, também estarão disponíveis consultas também às declarações dos exercícios de 2008 a 2010. Para esses casos, a correção pode chegar a 32,67% (quanto mais tempo se passa, maior é a correção).

Para saber se a declaração foi liberada, o contribuinte deve acessar o site da Receita na internet ou ligar para o Receitafone no número 146.

Veja quantas declarações vão ser liberadas

O primeiro lote de restituições do exercício de 2011 (ano-base 2010) inclui 1.509.186 contribuintes, que receberão R$ 1,900 bilhão, atualizados pela taxa de 1,99%, referente ao período de maio a junho de 2011.

De acordo com a Receita, desse montante, cerca de 1,3 milhão são contribuintes idosos, beneficiados pelo Estatuto do Idoso – Lei 10.741 de 1º de outubro de 2003.

No lote das declarações de 2010 (ano-base 2009) estão incluídos 26.344 contribuintes. As restituições desse lote somam R$ 65.127.048,87, acrescidos da correção de 12,14%, referente à Selic de maio de 2010 a junho de 2011.

Quanto ao lote de 2009 (ano-base 2008), fazem parte 10.227 contribuintes, que receberão um total de R$ 20.086.241,85. A taxa de correção é de 20,60%, referente ao período de maio de 2009 a junho de 2011.

No lote das declarações de 2008 (ano-base 2007) estão incluídos 5.120 contribuintes, que receberão R$ 13.933.094,36, atualizados pela taxa de 32,67%, referente ao período de maio de 2008 a junho de 2011.

Depois de depositadas, restituições ficam até um ano no banco

A restituição ficará disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.

Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição, poderá receber a importância disponível no banco e reclamar a diferença na unidade local da Receita.

Veja mais

Hospedagem: UOL Host