! Indicador da Bolsa lusa tem maior recuo desde setembro - 11/01/2008 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

11/01/2008 - 16h09

Indicador da Bolsa lusa tem maior recuo desde setembro

Lisboa, 11 jan (Lusa) - A Bolsa portuguesa fechou em baixa de 1,89%, para 12.095,30 pontos, com a maior queda desde setembro, numa sessão com quase todos os títulos no vermelho.

Dos 20 papéis que integram o PSI 20, principal índice da Euronext Lisboa, 19 caíram e apenas um teve alta, numa sessão de elevada liquidez.

Durante o pregão, foram negociadas 117,5 milhões de ações, correspondentes a um volume de negócios de 427 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão).

A Europa terminou o dia em baixa, pressionada pelo setor varejista, com alguns analistas antecipando uma desaceleração do consumo.

Sessão

Em Lisboa, a Jerónimo Martins foi o título mais penalizado, com uma queda de 8,57%, em linha com o setor na Europa.

Além disso, a multinacional Unilever, que é parceira da Jerónimo Martins para a área industrial, perdeu mais de 5,5% na Europa, depois da Morgan Stanley ter baixado a sua recomendação sobre o título.

O setor bancário também esteve em baixa, com o BPI (que tem o Itaú como acionista) recuando 5,12%, o BCP (maior banco luso privado) perdendo 2,59% e o BES (ligado ao Bradesco) desvalorizando 2,6%.

No grupo Sonae, a Sonaecom teve ganho de 1,37%. A Sonae SGPS caiu 3,7%, e foi a ação mais negociada. Os direitos de cisão da Sonae Capital, que deve entrar em Bolsa em janeiro, tiveram pouca procura e as ações têm apresentado queda.

A Portugal Telecom (uma das donas de Vivo) recuou 0,43%, e a EDP (controladora da Energias do Brasil) perdeu 0,22%.

A operadora de rodovias Brisa (acionista da concessionária brasileira CCR) perdeu apenas 0,2%. A Altri recuou 5,38%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host