! China inicia investimento de US$ 90 milhões na África - 16/01/2008 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

16/01/2008 - 09h15

China inicia investimento de US$ 90 milhões na África

Pequim, 16 jan (Lusa) - O fundo de desenvolvimento criado por Pequim para reforçar as relações sino-africanas assinou acordos para projetos de investimento avaliados em mais de US$ 90 milhões, informou nesta quarta-feira a imprensa estatal chinesa.

O Fundo Chinês para o Desenvolvimento Africano prevê destinar US$ 4 bilhões à empresa Sinosteel e a outras três empresas chinesas com projetos na África, diz o jornal financeiro China Securities.

De acordo com a mesma fonte, o capital vai ser aplicado em uma fábrica de vidros na Etiópia, com uma produção anual de 40 mil toneladas, em uma fábrica de combustão de gás em Gana, com capacidade de 200 mil kilowatts, em uma empresa de aço cromado no Zimbábue e em outro projeto de materiais de construção.

O Fundo Chinês de Desenvolvimento Africano foi criado em junho do ano passado com uma injeção de US$ 1 bilhão do Banco Chinês de Desenvolvimento (BCD), que financia a política de cooperação da China, mas este valor pode chegar aos US$ 5 bilhões.

No mês passado, a agência de investimento estatal chinesa aprovou a injeção de US$ 20 bilhões no BCD que, entre outras funções, é responsável por grande parte dos investimentos chineses nos países africanos e está sendo alvo de uma reestruturação para se converter em uma entidade puramente comercial.

Segundo declarações de Gao Jian, presidente do fundo, na altura de sua criação, o objetivo do instrumento financeiro não era conseguir retorno das aplicações de capital realizadas, mas "apoiar a cooperação estratégica com a África nas áreas política, econômica e diplomática".

Alguns críticos ocidentais acusaram a China de agravar a repressão e os abusos aos Direitos Humanos na África através do apoio a países como Sudão e Zimbábue, por meio do que consideram uma estratégia para ter acesso ao petróleo africano e a outros recursos.

O jornal China Daily afirmou nesta quarta que existem mais de 800 empresas chinesas investindo atualmente na África, das quais 12,5% são grandes empresas controladas pelo governo chinês.

A China é o terceiro maior parceiro comercial da África e, de acordo com os últimos dados divulgados, as trocas bilaterais entre o gigante asiático e o continente africano chegaram a US$ 55,5 bilhões em 2006.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host