! Economia lusa deverá recuar 3,7% neste ano, aponta Bruxelas - 04/05/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

04/05/2009 - 09h05

Economia lusa deverá recuar 3,7% neste ano, aponta Bruxelas

Bruxelas, 4 mai (Lusa) - A Comissão Europeia (braço executivo do bloco europeu) reviu previsão de contração da economia portuguesa para 3,7% em 2009 e projeta uma recessão de 4% para a União Europeia e para a zona do euro.

As Previsões da Primavera para 2009-2010 divulgadas nesta segunda-feira em Bruxelas indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) vai cair 3,7% em 2009 e 0,8% em 2010, uma estimativa pior do que a feita pelo órgão em 19 de janeiro, que apontavam para -1,6% e -0,2%, respectivamente.

A evolução da economia portuguesa acompanha os maus resultados da Europa, onde se espera uma queda do PIB de 4% este ano e de 0,1% no próximo ano. A zona do euro deverá ter o mesmo desempenho.

As previsões apontam para uma performance da economia portuguesa um pouco melhor neste ano em relação à União Europeia, mas pior em 2010.

As estimativas de Bruxelas para a economia portuguesa em 2009 ficam abaixo das mais pessimistas, apresentadas há duas semanas pelo Fundo Monetário Internacional (-4,1 % do PIB), mas ainda assim são piores do que as do Banco de Portugal (-3,5%).

Por outro lado, o governo português prevê uma contração de 0,8%.

Motivos

O órgão executivo explica que, entre os fatores que estão causando a recessão na Europa, está o agravamento da crise financeira global, uma contração do comércio mundial e a atual correção no mercado de imobiliário em várias economias.

No entanto, o impacto das medidas de estímulo orçamental e fiscal deverá implicar uma suave melhora em 2010, segundo o executivo comunitário.

O consumo privado deverá cair 1,3% este ano e 0,4% em 2010 e o consumo público deverá também desacelerar de 0,6% este ano para 0,2% em 2010.

"O consumo privado deverá mostrar uma tendência decrescente nos próximos anos", indica.

Segundo Bruxelas, isto deverá ter como consequencia o aumento do desemprego, que deverá atingir "máximos históricos", e o aumento das poupanças.

Comércio exterior

As exportações de bens e serviços deverão cair este ano 11,7% e recuperar no próximo ano, em que se prevê uma quebra de apenas 0,1%.

As importações de bens e serviços deverão cair 10% este ano e 2,3% em 2010.

"Sem qualquer surpresa, as exportações deverão ser significativamente afetadas pela forte quebra da demanda externa", aponta Bruxelas.

"As importações deverão também diminuir devido à quebra da demanda interna", acrescenta.

Investimento

As previsões da Comissão Europeia para o investimento indicam para uma redução neste ano de 14,4% e de 8% para 2010.

"O investimento deverá cair significativamente", aponta, o que acontecerá em função dos poucos incentivos para criar ou repor capacidade produtiva.

Contudo, Bruxelas afirma que o gasto público deverá "subir significativamente em 2009 devido ao pacote orçamental aprovado no final de 2008", acrescenta.

Além disso, Bruxelas afirma que neste ano deverá acontecer uma descida da taxa de inflação para -0,3% e uma subida para 1,7% em 2010.

"A inflação deverá desacelerar significativamente em 2009" para valores negativos, devido à "dramática quebra nos preços da energia e das matérias-primas", conclui.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host