! Grupo luso prepara projetos de biocombustíveis em Angola - 07/05/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/05/2009 - 17h23

Grupo luso prepara projetos de biocombustíveis em Angola

Viseu, 7 mai (Lusa) - O grupo português Visabeira está preparando projetos na área dos biocombustíveis para Angola, que deverão entrar em fase de implantação em 2010.

Angola é já o maior mercado do grupo Visabeira fora de Portugal, tendo o volume de negócios atingido no ano passado 60 milhões de euros (R$ 169,43 milhões no câmbio atual), cerca de 15% do total.

"Acreditamos que o peso relativo vai continuar a aumentar. Vamos continuar a investir nesse país, é normal que assim seja", disse o vice-presidente da Visabeira, Paulo Varela, que tem negócios em Angola nas áreas das telecomunicações, turismo e imobiliário.

Varela revelou que uma nova área de investimento no país africano serão as energias renováveis e os biocombustíveis, devendo estar montado todo o projeto e os parceiros definidos "até o final deste ano".

"Estamos a fazer estudos climáticos, estudos dos solos, para tentar determinar quais são as melhores zonas, as áreas de terreno disponíveis, para depois agregarmos os sócios que tragam mais valor. Neste momento, não fazemos ideia de quanto isso poderá representar em termos de investimento", acrescentou.

Experiência

A Visabeira já tem projetos idênticos em Moçambique que pretende repetir em Angola, "com os mesmos parceiros, eventualmente, ou com outros".

Em Moçambique, os parceiros da Visabeira, por meio de sociedades, são a Galp (na produção de biocombustíveis) e a Prio, do Grupo Martifer (na agroindústria e produção de oleaginosas para o circuito alimentar).

Estes investimentos em Moçambique estão numa fase embrionária, "de obtenção de concessões", tendo já cerca de 30 mil hectares de terra concessionados.

"Apenas dentro de dois, três anos, essas sociedades começarão a produzir efetivamente", explicou, acrescentando que "uma parte será para vender em Moçambique e uma outra, especialmente de produção de óleo para incorporação em biocombustível, será para vender para a Galp".

Angola

A Visabeira promete continuar a investir em Angola também em outras áreas, levando, por exemplo, a Vista Alegre Atlantis para aquele mercado.

"Neste momento, estamos representados através de um agente e há um acordo de representação, mas diretamente a Vista Alegre Atlantis não está em Luanda. Acreditamos que, retirando partido da nossa presença nesse mercado, vamos conseguir extrair valor e dinamizar as vendas", afirmou.

Ainda para este ano, o grupo Visabeira aponta como principais áreas de crescimento em Angola "a expansão da TV Cabo Angola, a construção de dois hotéis, um dos quais vai arrancar ainda no primeiro semestre na cidade de Lubango, e dois projetos imobiliários, um para escritórios, outro para habitação na cidade de Huambo".

"Também estão em fase de ampliação o hotel Praia Morena (Benguela), que é uma parceria com um grupo angolano, e que estamos a aumentar a capacidade de 50 para 135 quartos", acrescentou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host