! Em Madri, diplomata destaca atuação de empresas ibéricas - 22/05/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

22/05/2009 - 08h54

Em Madri, diplomata destaca atuação de empresas ibéricas

Madrid, 22 mai (Lusa) - O embaixador de Portugal em Madri, Álvaro de Mendonça e Moura desafiou as empresas portuguesas na Espanha e as espanholas em Portugal a continuarem a fomentar a aproximação e integração entre os dois mercados.

Mendonça e Moura falava na cerimônia de entrega dos prêmios anuais da Câmara Hispano-Portuguesa (CHP), que este ano reconheceram as empresas Galp, José Mello Saúde, El Corte Inglés e NH Hoteles.

Para o diplomata, as quatro empresas são exemplos da crescente proximidade e integração entre os mercados de Portugal e Espanha que podem e devem ser ainda mais reforçados, segundo um comunicado da CHP divulgado nesta sexta-feira.

Mendonça e Moura considerou "fundamental apostar na promoção do mercado português em Espanha", destacando o "importante papel das empresas espanholas presentes em Portugal", onde têm assumido "investimentos muito significativos que muito prestigiam o país".

Prometendo apoiar "todas as iniciativas que favoreçam a crescente proximidade entre estes dois mercados", o diplomata português felicitou as quatro empresas galardoadas "pelo excelente trabalho que têm desenvolvido".

"Apesar da crise que atravessamos as relações comerciais e industriais entre os dois países ibéricos, mantêm-se firmes e, cada vez mais os dois mercados são complementares e decisivos no processo de internacionalização das suas empresas", disse.

Referindo-se aos premiados, o embaixador destacou a aposta do grupo José de Mello Saúde no mercado espanhol, sobretudo na empresa Quirón, "como área indiscutível de expansão do seu modelo de qualidade e excelência na prestação de cuidados de saúde".

Ele frisou ainda a "visão estratégica" da NH Hoteles, que decidiu incluir Portugal como "destino turístico de suma importância".

Sobre a Galp Energia, o diplomata recordou a "importância no setor dos combustíveis e energias renováveis" do grupo português, que tem assumido uma evidente implementação no mercado espanhol.

Já sobre o El Corte Inglés, ele disse que a "expansão inevitável para o mercado português", num investimento particularmente importante "para as empresas portuguesas presentes nos seus espaços comerciais".

Para Aureliano Neves, presidente da CHP, as quatro empresas reconhecidas são uma "boa demonstração da força empresarial ibérica".

Segundo ele, são companhias que "apostam decididamente na expansão internacional" apesar da economia global estar num momento de "uma das maiores crises das últimas décadas".

"Grupos que historicamente superaram bolhas, furores, pânicos, momentos baixos e de recuperação, com a coragem e a presença de quem está nos mercados para ficar muitos anos", frisou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host