! Águas de Portugal investe R$ 2,3 bi em energia renovável - 04/06/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

04/06/2009 - 14h40

Águas de Portugal investe R$ 2,3 bi em energia renovável

Lisboa, 4 jun (Lusa) - O grupo Águas de Portugal (AdP) vai investir mais de 830 milhões de euros (quase R$ 2,3 bilhões no câmbio atual) até 2014 em projetos de energias renováveis que permitirão cobrir 3% das necessidades elétricas e evitar a importação de quatro milhões de barris de petróleo.

Segundo um comunicado, trata-se de um investimento para o período de 2009-2014 em energias renováveis, que permitirá ainda evitar a emissão de 724 mil toneladas de dióxido de carbono.

A estratégia na área das energias renováveis aposta na maximização do aproveitamento dos ativos e dos recursos do próprio grupo, como os subprodutos dos processos de tratamento de águas e de resíduos.

Para isso, a AdP já fez algumas parcerias com o setor privado, incluindo a Energias de Portugal (EDP, dona da Energias do Brasil) e a petrolífera Galp Energia.

O investimento se destina também à construção de centrais de valorização energética, reforço do investimento no aproveitamento de biogás, instalação de mini e micro-hídricas nas captações e condutas de água e em sistemas de drenagem de águas residuais e construção de duas centrais de valorização de biomassa florestal.

Além disso, o grupo investirá ainda no desenvolvimento de projetos na área da energia solar fotovoltaica, por meio de microfotovoltaicas e de centrais de concentração de energia solar em conjugação com biogás, e da produção de energia através da recuperação do calor desperdiçado em processos de combustão ou de acionamento de motores.

Projetos

No segmento eólico, está sendo realizado um levantamento, em colaboração do Centro de Estudos em Economia da Energia, dos Transportes e do Ambiente (Ceeeta), sobre o potencial existente nos terrenos das infraestruturas de 40 empresas do grupo, contando-se já no presente uma possibilidade de instalação de 20 megawatts de potência.

A concretização destes projetos está dependente da obtenção dos pontos de interligação (PIP) com a Rede Elétrica de Serviço Público, explica o documento.

O conjunto dos projetos de produção de energia do grupo AdP representa atualmente uma potência instalada de 48 megawatts, que permite produzir 411 gigawatts por hora/ano de energia a partir de fontes renováveis.

Isto representa uma redução da importação anual de cerca de 88 mil barris de petróleo e permite evitar a emissão de gases efeito de estufa na ordem das 152 mil toneladas de dióxido de carbono por ano.

A estratégia da AdP foi apresentado hoje nas comemorações da Semana do Ambiente de 2009, com a presença do ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, Francisco Nunes Correia, e do secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host