! Setor não petrolífero dinamiza Angola, dizem especialistas - 07/06/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/06/2009 - 15h49

Setor não petrolífero dinamiza Angola, dizem especialistas

Lisboa, 7 jun (Lusa) - Os empresários portugueses estão abordando Angola numa ótica de médio-longo prazo focada no "gigantesco potencial de crescimento" do setor não petrolífero da economia, daí que o espectro da recessão em 2009 seja visto como "conjuntural".

"As dificuldades esperadas para 2009 são conjunturais. A queda do Produto Interno Bruto (PIB) será tanto mais significativa quanto mais expressiva for a redução da produção petrolífera e a quebra do preço internacional do petróleo pelo peso que o setor detém na criação de riqueza do país", disseram neste domingo especialistas contatados pela Agência Lusa.

"As perspectivas apontam para que esta fase negativa da economia seja ultrapassada já no próximo ano", disse à Lusa o presidente-executivo do Banco BIC Portugal, Mira Amaral.

O setor não petrolífero "tem tudo por fazer", disse à Lusa o presidente da Mota-Engil, António Mota, pois apresenta "um dinamismo ímpar e um enorme potencial de negócio", prevendo-se que em 2009 cresça, em média, na ordem dos 12%, segundo dados de instituições internacionais, principalmente do Banco Mundial, OCDE e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A descida do preço do "ouro negro" - com consequências nas receitas fiscais e no investimento angolanos, poderá levar à contração do PIB do país, entre 3% a 7,2% do PIB, embora o Governo angolano preveja, por agora, um crescimento do produto em 3% para o final do ano.

Angola depende em cerca de 80% da atividade de um só setor, o do petróleo, que em meados de julho de 2008 bateu um máximo histórico de 140 dólares por barril, para cair nos primeiros meses de 2009 para os 40 dólares e voltar a aproximar-se dos 67 dólares no final desta semana.

Segundo Murteira Nabo, presidente da ELO - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento e a Cooperação (ELO) e membro da direção do Conselho Empresarial da CPLP, uma visão correta do posicionamento empresarial e estratégico de Portugal em Angola passa "pela aposta no setor não petrolífero".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host