! Investimento estrangeiro no Leste Europeu deve cair 50% - 09/06/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/06/2009 - 14h58

Investimento estrangeiro no Leste Europeu deve cair 50%

Viena, 9 jun (Lusa) - Os investimentos estrangeiros diretos (IED) no Leste Europeu deverão recuar mais de 50% este ano devido à crise econômica mundial, prevê o WIIW (Instituto Vienense de Estudos Econômicos comparados) num estudo divulgado nesta terça-feira.

O volume de investimentos deverá cair para 20 bilhões de euros nos dez novos países membros da União Europeia, contra 44,86 bilhões em 2008, segundo este instituto de referência, que observou quedas de 20% a 80% no primeiro trimestre.

O IED tinha recuado 9% em 2008, depois de vários anos de crescimento regular.

A quebra afetou particularmente os seguintes países: Polônia, Bulgária e os Estados Bálticos, enquanto Romênia e Eslovênia registravam ainda subidas nítidas.

Em 2009, os investimentos deveriam se centrar novamente em projetos menores e mais específicos, como em serviços ou nas energias renováveis, em detrimento da grande indústria e do setor bancário, defende o WIIW.

Porém, o IED teve rendimento recorde em 2008, atingindo 18%, em média, na Hungria, 14% na República Tcheca e 12% na Estônia, segundo o economista do Instituto Gabor Hunya. Ainda assim, cerca de 70% destes rendimentos foram repatriados pelos investidores, o que contribuiu para afetar a balança corrente destes países.

Na Hungria, país particularmente afetado pela crise, este fenômeno foi tão intenso que os novos investimentos diretos só chegaram para cobrir metade dos rendimentos repatriados no ano passado, segundo o WIIW.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host