! Cabo Verde tem potencial para importar do Brasil, diz câmara - 28/07/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

28/07/2009 - 08h33

Cabo Verde tem potencial para importar do Brasil, diz câmara

Cidade da Praia, 28 jul- (Lusa) - Cabo Verde tem "um potencial enorme para as exportações" do Brasil, faltando "confiança e conhecimento" para a concretização dos negócios, disse à Agência Lusa o presidente da principal câmara de comércio cabo-verdiana.

Paulo Lima, presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços do Sotavento de Cabo Verde, comentava as perspectivas de negócio com o Brasil, no quadro do 5º Encontro de Negócios na Língua Portuguesa, que acontecerá de 27 a 29 de setembro em Fortaleza, no Ceará.

"A Câmara de Comércio desenvolveu uma relação importante com as congêneres do Ceará e esse estado brasileiro atingiu rapidamente a segunda posição nas exportações do Brasil. Há um potencial enorme para exportações do Brasil, que podem passar por Cabo Verde. Mas tem de ser feito em conjunto", defendeu.

As empresas brasileiras, sustentou, "devem ser convencidas de que exportar é bom", o mesmo se passando com as facilidades no relacionamento comercial com parceiros cabo-verdianos para explorar mercados como o africano e europeu.

"Já se chegou a uma nova fase. Querem-se encontros de negócio, é esse o modelo a seguir. Os empresários, atualmente, querem mais e melhor, não palestras e seminários", afirmou.

Por outro lado, Lima lamentou as poucas ligações aéreas e marítimas entre Brasil e Cabo Verde, sugerindo que o poder político deve "dar um empurrão" para, primeiro, criar a oferta e, depois, impulsionar o negócio.

Já sobre as relações comerciais com Portugal, Lima lembrou que as empresas cabo-verdianas "conhecem bem o mercado português", mas falta tornar as parcerias mais estreitas.

"Trazendo empresas com formas de gestão modernas e sofisticadas, associando a empresas cabo-verdianas que conhecem bem o mercado local e sub-regional, poderão potenciar o investimento. Por aí há algo que ainda falta fazer", declarou.

Questionado sobre o que falta para as motivar, tendo em conta a localização de Cabo Verde no cruzamento entre os mercados da Europa, África e América do Sul, ele realçou que têm de se encontrar, em conjunto, "nichos de mercado".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host