! Presidente luso se recusa a comentar aumento do desemprego - 15/08/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

15/08/2009 - 11h09

Presidente luso se recusa a comentar aumento do desemprego

Viseu, 14 Ago (Lusa) - O presidente Cavaco Silva se recusou neste sábado a comentar o aumento do desemprego e o ligeiro crescimento econômico de Portugal. Contudo, ele prometeu ficar atento e falar aos portugueses caso tal se justifique.

"Neste tempo eleitoral, não faço comentários ou declarações sobre temas com conotações político-partidárias, mas não deixarei de estar atento a tudo o que aconteça no país e, se considerar necessário, abrirei uma excepção e falarei aos portugueses", declarou.

No final da inauguração da exposição comemorativa dos 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques, intitulada "Arte, poder e religião nos tempos medievais", Cavaco Silva considerou que deve evitar comentários sobre temas de campanha.

"O presidente da República deve retrair-se de declarações, mesmo naquilo que pensa, em relação à evolução económica e social do país", afirmou.

Ele também destacou que se for necessário não deixará de falar, no entanto, considera que "não há razões, neste momento, para abrir qualquer exceção".

Para já, Silva deixa a campanha "àqueles que a devem fazer para esclarecer os portugueses" e dedica-se aos diplomas que tem para ver, que lhe dão "muito trabalho".

"Já despachei alguns mas o jipe ainda está bastante carregado. Penso que ainda tem mais de 100", acrescentou.

Um trabalho moroso, porque se há diplomas que despacha em 10 minutos, "outros requerem mais de uma semana de análise", concluiu.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host