! Governo luso quer superar 'lógica amadora' no turismo - 03/09/2009 - Lusa - Economia
UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

03/09/2009 - 20h35

Governo luso quer superar 'lógica amadora' no turismo

Nazaré, Leiria, 3 set (Lusa) - O secretário português de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, defendeu que o turismo local tem de apostar na qualidade das infraestruturas e dos recursos humanos, abandonando a "lógica amadora".

"É preciso dar este salto qualitativo, abandonar uma lógica amadora e assentar no profissionalismo", afirmou Bernardo Trindade, durante a inauguração do terceiro hotel do Grupo Miramar, resultado de um investimento de 7,2 milhões de euros.

O secretário de Estado acrescentou que "o negócio turístico não é especulativo, é um negócio de médio e longo prazos que exige a requalificação das infraestruturas, mas também uma crescente qualificação dos recursos humanos".

Trindade, que elogiou os empresários que investiram numa época de crise, sublinhou que a qualidade é ainda mais importante porque Portugal "não tem dimensão para ser um destino massificado".

"Tem de ser na qualidade que temos de primar", reiterou o Bernardo Trindade, apontando que "a confiança com que os empresários hoje olham para o sector do turismo está bem evidente" nas 156 novas unidades de quatro e cinco estrelas que abriram no decurso desta legislatura.

Investimento

Segundo o ministro, o "Estado tem cumprido a sua obrigação" em matéria da qualificação dos recursos humanos no turismo, exemplificando com o crescimento do número de escolas de hotelaria no país.

"Aumentamos nesta legislatura 53% da nossa capacidade de recepção de alunos", declarou, referindo que, quando o Partido Socialista (PS) chegou ao Governo, "tínhamos cerca de 10 escolas de hotelaria e hoje temos 16".

Bernardo Trindade destacou que o curso é "ministrado numa primeira fase pelas escolas de hotelaria e turismo, numa segunda fase são os próprios empresários a responsabilizarem-se por essa função".

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host