UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

07/09/2009 - 11h44

Setor luso do calçado prepara plano de promoção no exterior

Porto, 7 set (Lusa) - A nova imagem institucional da indústria portuguesa de calçado e a estratégia de promoção externa para os próximos anos são apresentadas nesta terça-feira no âmbito da aposta do setor em "se afirmar internacionalmente como um produtor de excelência".

"Impunha-se que este novo estádio de desenvolvimento do setor fosse acompanhado pela redefinição da sua imagem institucional e por uma forte campanha de promoção no exterior", refere a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado (APICCAPS) em comunicado.

Da responsabilidade da associação, as novas imagem setorial e estratégia de promoção do setor foram desenvolvidas em colaboração com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), com o apoio do Programa Compete.

Segundo salienta a APICCAPS, nos últimos 10 anos a indústria portuguesa de calçado "evoluiu de forma notória", conseguindo "migrar a produção para segmentos de cada vez maior valor acrescentado e afirmar-se internacionalmente como um produtor de calçado de excelência, que alia a tradição e o saber acumulado às tecnologias de ponta".

"O setor apostou igualmente nos fatores imateriais da competitividade", realça, afirmando que o "design, moda, qualidade, inovação, marca e diferenciação passaram a constituir argumentos competitivos cada vez mais preciosos para uma indústria que exporta mais de 90% da sua produção".

Em 2008, as exportações portuguesas de calçado somaram 1,348 bilhão de euros, mais 2,15% do que no ano anterior e em alta pelo terceiro ano consecutivo.

Segundo dados da APICCAPS, desde 2005 as vendas do sector para o exterior cresceram mais de 10%, o que faz de Portugal "um dos principais exportadores à escala mundial" nesta indústria.

Atualmente, a indústria portuguesa de calçado representa cinco por cento da produção, sete por cento das exportações e 17% do emprego a nível europeu.

As 1.151 empresas registradas em Portugal em 2007 davam emprego a perto de 34 mil pessoas, produzindo 76,2 milhões de pares de sapatos por ano, 69,6 milhões dos quais para exportação (91,4%).
Hospedagem: UOL Host