UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/09/2009 - 08h04

Exportações chinesas recuam, mas país mantém superávit

Pequim, 11 set (lusa) - As exportações da China caíram 22,2% nos primeiros oito meses do ano, mas as importações recuaram em uma porcentagem quase idêntica (22,7%), permitindo ao país manter um superávit comercial elevado.

Números divulgados pela Administração Geral das Alfândegas da China indicam que, entre janeiro e agosto, as exportações somaram US$ 730,74 bilhões - US$ 122,82 bilhões a mais que as importações.

A União Europeia continua sendo o maior parceiro comercial da China, seguido pelos Estados Unidos, embora haja uma queda nas trocas comerciais de 20,7% e 16,4%, respectivamente.

Pelas contas da Organização Mundial do Comercio, no primeiro semestre de 2009, a China se tornou a primeira potência exportadora do planeta, ultrapassando a Alemanha.

Segundo a mesma fonte, naquele período, as exportações chinesas somaram US$ 521,7 bilhões, US$ 100 bilhões a mais do que as exportações alemãs.
Hospedagem: UOL Host