UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/09/2009 - 17h58

Grupo angolano de mídia anuncia novo jornal econômico

Luanda, 22 set (Lusa) - O grupo angolano Media Nova vai apresentar, nesta quarta-feira, o seu projeto mais recente, o Semanário Econômico, que pretende ser "referência no mercado".

O novo jornal econômico angolano estará nas bancas com um formato inovador em Angola, com cinco cadernos de oito páginas cada, explicou à Agência Lusa o diretor da publicação, Pedro Narciso.

Os cadernos têm como denominação A, B, C, D e E e terão como temas centrais, entre outros, "Negócios e Mundo", "Macro e Finanças" e "Emprego e Carreira", que também definem os cadernos.

O diretor do Semanário Econômico destaca as novidades que o projeto introduz no panorama midiático angolano, como, por exemplo, a seção "Petróleo", do caderno B, com objetivo adquirir o status de referência no mercado angolano.

Este é um projeto que Pedro Narciso destaca pela forma como apostou na formação de jovens jornalistas, numa redação composta por 15 profissionais.

Mercado

O Semanário Econômico, que vai para as bancas todas as quintas-feiras, já conta com três títulos na área econômica no mercado, como o Expansão, Jornal de Economia e o Economia & Finanças.

Pedro Narciso destaca ainda os colunistas do jornal, onde constam nomes como os de Ferreira Fernandes, Manuel Enes Ferreira (portugueses), como Laurinda Hoygaard, ex-reitora da Universidade Agostinho Neto, e ainda dos cabo-verdianos Francisco Rodrigues, diretor da empresa de sondagens África Sondagens, ou ainda do ex-diretor do Banco de Cabo Verde, Olavo Correia.

O Semanário Econômico surge englobado num grande grupo de mídia, onde estão o jornal O País, a TV Zimbo e a Rádio Mais, e num ciclo de grande força na imprensa angolana, com uma onda de novos títulos, que começou há cerca de ano e meio com o Novo Jornal, onde a Escom, do grupo do banco BES, tem uma participação de 30%.

O Expansão, do grupo Score Media, também surgiu recentemente e este conta com uma parceria com o português Diário Econômico.

Na dita imprensa tradicional, esta nova onda levou alguns títulos a apostarem em uma profunda remodelação gráfica, sendo o exemplo mais visível o do Semanário Angolense.
Hospedagem: UOL Host