UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/09/2009 - 17h40

Angola pede sistema monetário internacional mais 'justo'

Luanda, 29 set (Lusa) - O vice-ministro angolano da Economia, Job Graça, disse que Angola defende um sistema monetário e financeiro internacional "funcional e justo" para o desenvolvimento da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Graça discursou na abertura, nesta terça-feira, da 13ª edição das Jornadas Técnico-Científicas da Fundação Eduardo dos Santos (Fesa), que durante três dias acontecerão em Luanda sob o tema "Angola Face à Nova Ordem Econômica Mundial".

Segundo o vice-ministro, o Governo angolano tem defendido políticas que têm como objetivo reconstruir e desenvolver as infraestruturas para a integração física dos vários países da SADC, que levam à redução de custos de operação e à promoção do comércio regional, com a ajuda do setor privado.

"Na medida em que o desenvolvimento da sub-região exige financiamentos em forma de concessão de instituições internacionais, Angola advoga um sistema monetário e financeiro internacional funcional e justo", afirmou.

Job Graça falou sobre os efeitos da crise econômica e financeira internacional em Angola e às medidas adotadas pelo Governo para minimizar suas perdas, e destacou que o plano elaborado pelas autoridades já permitiu reduzir a pressão sobre as reservas internacionais, sob a expectativa de que este ano a economia não tenha contração.

Palestrantes brasileiros participam das jornadas da Fesa, assim como de Portugal, Espanha, Estados Unidos, Alemanha, China, Índia, Inglaterra, Canadá e Nigéria.

O evento ainda terá a participação de representantes da União Africana (UA) e do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).
Hospedagem: UOL Host