UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/09/2009 - 08h40

FMI estima que perdas devido à crise atinjam US$ 3,4 tri

Lisboa, 30 set (Lusa) - As economias deverão perder cerca de US$ 3,4 trilhões devido à crise econômica mundial entre 2007 e 2010 estimou nesta quarta-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI), menos US$ 600 bilhões do que o apontado na estimativa anterior.

No seu relatório da Estabilidade Financeira Global, a organização afirma que a melhoria na estimativa das perdas derivadas da crise acontece essencialmente devido à valorização dos mercados bolsistas.

O relatório aponta ainda para uma melhoria na estabilidade financeira global, devido essencialmente aos sinais de recuperação econômica e às medidas anticrise aplicadas pelos vários governos.

No entanto, os riscos na generalidade continuam elevados, assim como o risco de uma reversão na recuperação econômica global.

Entre os principais pontos, o relatório do FMI destaca ainda que as instituições financeiras enfrentarão três grandes desafios: a reconstrução do seu capital, o fortalecimento dos seus ganhos e a devolução dos apoios recebidos dos governos.

O FMI estima que a deterioração no mercado de crédito leve a maiores perdas com empréstimos nos próximos anos e que os bancos continuem sobre grande pressão, apesar de terem capital suficiente para sobreviver, defendendo ainda politicas mais ativas para fortalecer os capitais dos bancos e solidez dos ganhos para melhorar o crédito.

A organização destaca ainda que o crédito ao setor privado continua a contrair-se nas maiores economias.

Os governantes devem, segundo a organização, assegurar a recuperação do mercado de crédito, o planejamento de estratégias para a retirada dos estímulos à economia, e garantir um equilíbrio entre a regulação e as forças do mercado livre para reduzir o futuros riscos sistêmicos.
Hospedagem: UOL Host