UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/10/2009 - 16h54

EDP no Brasil assina acordo global sobre mudança climática

São Paulo, 2 out (Lusa) - A filial da EDP no Brasil anunciou nesta sexta-feira que assinou um acordo empresarial global sobre as alterações climáticas, divulgado na cúpula sobre Mudança do Clima, em Nova Iorque, no fim de setembro.

O presidente da EDP no Brasil, António Pita de Abreu, está entre os cerca de 500 empresários que ratificaram o Comunicado de Copenhague, afirmou a companhia em comunicado.

O documento defende um acordo mundial na 15ª Conferência das Partes (COP 15) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que acontecerá entre 7 e 18 de dezembro, na Dinamarca.

"Fazemos parte de um processo mundial em que todos são responsáveis pelo uso racional dos recursos naturais", disse Pita de Abreu, no comunicado.

"A busca pelo lucro e pelo desempenho econômico deve andar lado a lado com o respeito à preservação de condições socioambientais que garantam o desenvolvimento sustentável da sociedade em que nos inserimos", afirmou.

O executivo destacou que a sustentabilidade representa uma nova abordagem nos negócios, "razão pela qual é urgente adotar medidas preventivas para minimizar as alterações climáticas".

Uma cópia do Comunicado de Copenhague foi entregue ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e distribuída para mais de 100 chefes de Estado e de governos que participaram da reunião em Nova Iorque.

O documento já recebeu o apoio de empresas de diferentes setores de mais de 50 países, entre eles Brasil, Estados Unidos, Japão, Austrália, Canadá, Rússia, Índia, China e África do Sul.

O acordo empresarial estabelece os termos gerais para um pacto climático, com a definição de um nível máximo global de emissões de gases do efeito estufa, para o período de 2013 a 2050.

No Brasil, a EDP atualmente controla empresas de distribuição (Bandeirante e Escelsa), de comercialização (Enertrade) e de produção de energia (Energest, Enerpeixe e EDP Lajeado).
Hospedagem: UOL Host