UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/10/2009 - 07h52

Grupo luso lança jornal Brasil Econômico nesta quinta-feira

Lisboa, 8 out (Lusa) - O grupo português Económica lança, nesta quinta-feira, em São Paulo, o jornal Brasil Econômico, que pretende ser líder de mercado, disse à Agência Lusa o coordenador editorial do projeto, António Costa.

O ato público de lançamento do jornal acontece durante um almoço com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fará um discurso centrado no futuro político e econômico do Brasil, com os olhos postos no ano 2015.

Segundo António Costa, esta é uma data mítica para os brasileiros, pois a Copa do Mundo acontece no Brasil um ano antes e os Jogos Olímpicos serão no ano seguinte. Além disso, o próximo mandato de presidente da República começa em 2010 e termina em 2015. "São acontecimentos importantes do ponto de vista econômico e político que vão mudar a face do país".

Essa é a razão por que um dos temas de destaque do primeiro número do Brasil Econômico é um trabalho com a análise de empresários, gestores e economistas sobre as dificuldades e desafios do Brasil em 2015.

Outro tema da primeira edição do jornal é uma entrevista ao presidente da Petrobras, em que fala sobre a petrolífera portuguesa Galp, o que justifica a publicação da entrevista simultaneamente no Diário Económico, em Portugal.

"Este é um exemplo da escala e da dimensão que o grupo ganha com estes dois jornais. É uma escala que nenhum outro consegue dar", afirmou António Costa, lembrando ainda a possibilidade de fazer circular também a informação de Angola, através da pareceria com o Expansão, título econômico do grupo em Luanda.

O mesmo se passa com a Europa. O correspondente do Diário Económico na cúpula UE-Brasil fez perguntas ao presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre as relações entre este país e a União Europeia, que serão publicadas no primeiro Brasil Econômico.

O jornal tem uma redação de cerca de 65 jornalistas e é dirigido por Ricardo Gualuppo, um profissional com larga experiência em jornalismo econômico e que foi fundador da Forbes Brasil.

O objetivo de vendas é a liderança de mercado, afirmou António Costa, adiantando que a publicação vai para as bancas com uma tiragem de 50 mil exemplares e um preço de capa de três reais.

O coordenador destacou ainda a expectativa com que a publicação do jornal é esperada, devido sobretudo à diferença entre este modelo - tablóide - e o modelo dominante no mercado brasileiro.
Hospedagem: UOL Host