UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/10/2009 - 12h03

Hotel ecológico luso investe 8 mi de euros em nova unidade

Santiago do Cacém, Setúbal, 11 out (Lusa) - Os gestores de um hotel "ecológico" em Vila Nova de Santo André estão investindo 8,5 milhões de euros na ampliação da unidade através da construção de um aldeamento turístico.

O projeto, que se encontra na fase da instalação das infra-estruturas, prevê a construção de 42 moradias turísticas com 96 quartos, um snack-bar, um minigolfe, a ampliação do parque infantil, uma torre de escalada, slide e rapel e a construção da "Aqualândia" - uma piscina dedicada às crianças -, com equipamentos que vão nascer ao lado do Hotel Vila Park.

"Num ano de crise estamos a ampliar, achamos que há procura, o Litoral Alentejano está a ser conceituado e considerado nas possíveis hipóteses de férias para o verão", disse à Agência Lusa Avelino Sousa, diretor do Hotel Vila Park, certificado este ano como Eco-Hotel, pela Tüv - Rheinland Portugal.

O projeto de "um dos hotéis mais certificados e galardoados a nível ambiental", e que usa a responsabilidade ambiental como "boa prática de gestão" a nível de "poupança" e de "marketing", quer continuar a ser "amigo do ambiente".

"Nós queremos replicar tudo o que está feito e de preferência melhorar", afirmou Sousa, acrescentando que está planejada a instalação de 48 painéis solares para aquecer a água e que estão a ser feitos testes para a iluminação pública fotovoltaica.

As vivendas unifamiliares de tipologia T2 e T3 são a aposta de expansão da unidade hoteleira de três estrelas, que pretende atrair o turismo de negócios e de famílias, que assim conseguem maior "privacidade" com o conforto dos "serviços hoteleiros", como a limpeza, a vigilância e restaurantes.

"O turismo continua a ser uma atividade muito sazonal", lembrou o gestor do hotel instalado no litoral aletejano, destacando que "40% a 50% do volume de negócios" se faz "em três meses".

"O verão não é negócio único, temos que pensar na parte empresarial", defendeu, frisando a proximidade do complexo industrial de Sines, onde estão instaladas grandes empresas, como a Galp ou a Repsol, e onde estão previstos grandes investimentos.

"Vamos tentar apanhar" aqueles técnicos que vêm para cá trabalhar um ano, ou dois" na ampliação da zona industrial, disse, assegurando que o Vila Park já é há três anos a "casa" de um director financeiro de uma grande empresa da região.
Hospedagem: UOL Host