UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/10/2009 - 15h40

Agência Lusa prevê cobrir Expo 2010 com foco em lusófonos

Xangai, 13 out (Lusa) - A Agência Lusa pretende assegurar a "cobertura permanente" da presença de Portugal e da CPLP na Expo 2010, em Xangai, anunciou nesta terça-feira o presidente da agência portuguesa de notícias, Afonso Camões.

"Vamos acompanhar as iniciativas de todos os países de língua portuguesa, do primeiro ao último dia da Expo 2010", disse Camões num encontro com o vice-diretor do departamento de comunicação da feira, Wu Chaoyang.

A Expo 2010, que acontecerá de 1º de maio a 31 de outubro sob o lema "Melhor Cidade, Melhor Qualidade de Vida", é o maior evento internacional organizado pela China depois dos Jogos Olímpicos de Pequim, no verão de 2008.

Camões, que participou no último final de semana em Pequim na primeira cúpula Mundial da Mídia, disse também que a Agência Lusa e a agência oficial chinesa Xinhua concordaram em reforçar a cooperação, sobretudo em relação à cobertura do 10º aniversário da transferência da administração de Macau para a China, em dezembro, e da Expo 2010.

A Agência Lusa vai igualmente celebrar um protocolo de cooperação com o Comissariado-geral de Portugal na Expo 2010, dirigido pelo presidente da Parque Expo, Rolando Borges Martins.

Mais de 200 países e instituições internacionais já confirmaram a participação no evento.

Os organizadores esperam 70 milhões de visitantes, sendo 5% deles estrangeiros.

"As autoridades chinesas estão empenhadas em que a Expo 2010 seja a maior de sempre e Portugal só pode ganhar se se apresentar de forma atrativa e aproveitar as potencialidades da China", disse Rolando Borges Martins quando assinou o contrato para a participação portuguesa, em abril.

O presidente da Lusa visitou hoje as obras em curso para a Expo 2010 acompanhado pelo cônsul-geral de Portugal em Xangai, Joaquim Moreira de Lemos, e o diretor-técnico do pavilhão português, Lino Ramos.

A Expo 2010 ocupa 528 hectares - dez vezes mais do que a Expo 98, em Lisboa - ao longo das duas margens do rio Huangpu.

Cerca de 18 mil famílias e "272 fábricas, algumas delas altamente poluentes", foram, entretanto, deslocados da área reservada para a feira, disse um porta-voz da Expo 2010.

Xangai, considerada "a capital econômica da China", é um dos mais populosos municípios do país, com cerca de vinte milhões de habitantes.
Hospedagem: UOL Host