UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/10/2009 - 11h03

Tribunal da UE alerta sobre liberalização do setor do leite

Bruxelas, 15 out (Lusa) - O Tribunal de Contas Europeu (TCE) alertou nesta quinta-feira para os perigos de uma excessiva liberalização do setor do leite, que pode levar à sobreprodução e ao abandono da atividade em regiões mais desfavorecidas, como as montanhosas.

O relatório sobre o mercado do leite e laticínios, que levou dois anos a elaborar, identifica vários riscos da liberalização do setor, marcada para 2015, com o fim das cotas de produção.

Assim, a instabilidade dos mercados e a volatilidade dos preços podem reconduzir, segundo o TCE, à produção de excedentes, sendo que a Comissão Europeia terá que "supervisionar a evolução do mercado".

Por outro lado, a liberalização pode significar o fim dos pequenos produtores, principalmente em zonas desfavorecidas, e uma grande concentração geográfica.

O tribunal considera ainda que pode haver riscos para a competitividade, dado que numa conjuntura de preços baixos, os produtores europeus não são competitivos no mercado internacional.

O relatório recomenda ainda que Bruxelas acompanhe "o processo de formação dos preços à produção e ao consumo, tendo em conta o peso das empresas de transformação e de distribuição".

A Comissão Europeia, recomendam os auditores, deverá ainda atender ao risco de desaparecimento de produtores em zonas desfavorecidas, sobretudo montanhosas.

"As pequenas unidades deixam de ser competitivas", disse um diretor do TCE, Edward Fennessy, na apresentação do relatório.

A orientação para o mercado internacional deve ser feita com produtor "de grande valor agregado", como o queijo, enquanto a de leite deve ser mais dirigido para o mercado interno.

"Os europeus só são competitivos quando os preços são altos, devido aos custos de produção", salientou Fennessy.

O mesmo responsável alertou ainda para os problemas ambientais que podem ser causados pela concentração de grandes produtores nalgumas zonas.
Hospedagem: UOL Host