UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 14h44

Vinícola lusa aposta na Ásia como alternativa à Europa

Hong Kong, 4 nov (Lusa) - A Global Wines-Dão Sul exporta 10% da produção anual de vinho para a Ásia e pretende aumentar o peso deste mercado como alternativa à Europa, com aposta forte na China e no Japão.

"Entendemos que a Ásia é a alternativa ao mercado europeu que está saturado e, por isso, queremos desenvolver bem o mercado asiático, onde o consumo está em grande crescimento", frisou em declarações à Agência Lusa o diretor da área de exportação da empresa, José Roseiro.

Com parceiros de importação em Macau e Hong Kong, a companhia volta este ano a marcar presença na Hong Kong Wine Fair como parte integrante da estratégia de expansão no continente asiático, para onde a empresa começou a vender vinho português há quatro anos.

Produtora de vinho no Dão, Douro, Bairrada, Estremadura, Alentejo e também no Brasil, onde adquiriu em 2008 a ViniBrasil, a Global Wines-Dão Sul aposta na exploração do mercado chinês e japonês, onde pretende reforçar a implementação das oito marcas que detém.

Com um faturamento anual de 13 milhões de euros, a Global Wines-Dão Sul exporta cerca de 50% da sua produção, dos quais 10% correspondem a vendas na Ásia, principalmente para China, Macau, Hong Kong e Taiwan.

Na China, a empresa comercializa seis marcas e para o Japão exporta anualmente 15 milhões de caixas de vinho, considerando estes dois mercados como prioritários em termos de exploração, frisou Roseiro.

Com sede em Carregal do Sal, centro de Portugal, a empresa aposta na internacionalização na diversificação do negócio no enoturismo, como forma de expandir o negócio e aumentar as fontes de receitas.

A Hong Kong Wine & Spirits Fair, uma das maiores feiras do setor na Ásia, com mais de 30 países e regiões representadas, entre as quais Portugal, que conta com uma das maiores comitivas, com 500 expositores e 30 produtores.

Além da Global Wines-Dão Sul marcam ainda presença na feira produtores como o Esporão, Quinta do Vallado, Aliança, Encosta do Sobral, Favaios, Almeirim, Sogrape e Ramos Pinto.

Provas de vinhos, seminários sobre as diversas regiões e marcas de produtos são algumas das atividades paralelas da Hong Kong Wine Fair que proporcionam às empresas portuguesas oportunidades para entrar em contato com os maiores consumidores, entre empresários e particulares, da região asiática que se deslocam a Hong Kong para conhecer as novidades do setor.
Hospedagem: UOL Host