UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/11/2009 - 18h37

Ministro luso critica relatório da OCDE sobre desemprego

Lisboa, 19 nov (Lusa) - O ministro português da Economia, José Vieira da Silva, afirmou nesta quinta-feira estar confiante em que a taxa de desemprego será contida em 2010, para quando espera uma inversão da tendência de aumento, em resultado de um maior crescimento econômico de Portugal.

No Economic Outlook divulgado nesta quinta, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) calcula que o desemprego atingirá 9,2% no final de 2009 e 10,1% no ano que vem.

Só em 2011 a taxa de desemprego deverá recuar para 9,9%, acredita a organização

Falando no final do Conselho de Ministros, Vieira da Silva considerou "falível" a estimativa da OCDE, e afirmou que outras entidades internacionais apontam para uma "estabilização" da taxa de desemprego.

Vieira da Silva considerou "pessimista" a previsão da organização para a evolução do desemprego e destacou que a evolução da economia portuguesa "apresenta indicadores menos negativos" do que o inicialmente esperado.

"Para 2010, há indicadores positivos para a evolução da economia portuguesa", razão pela qual o próximo ano "poderá ser de estagnação" ao nível da taxa de desemprego. "Confiamos em que haverá em 2010 uma inversão da atual tendência de crescimento da taxa de desemprego", afirmou o ministro.
Hospedagem: UOL Host