UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 10h02

Consultoria lusa sobre clima gerencia 12 projetos na China

Pequim, 26 nov (Lusa) ? Cerca de um ano depois de abrir um escritório em Pequim, a principal consultoria portuguesa na área de mudanças climáticas e gestão de carbono, a Ecoprogresso, já tem 12 projetos na China, revelou nesta quinta-feira um dos principais responsáveis da empresa.

"O balanço é muito positivo. Temos, neste momento, 12 projetos na China, de Tianjin (perto de Pequim) a Xinjiang (Ásia Central)", disse à Agência Lusa o presidente-executivo da Ecoprogresso, Ricardo Moita.

Fundada em 2002, a Ecoprogresso é a gestora do Fundo Português de Carbono e tem também um escritório em São Paulo.

"Identificamos projetos que tenham redução de emissões de dióxido de carbono e estruturamos os projetos, incluindo os respectivos processos de monitoramento", explicou Moita.

As iniciativas da Ecoprogresso na China estão relacionadas com energias renováveis, tratamento de resíduos e eficiência energética.

Conforme Moita pôde constatar, as preocupações ambientais "têm cada vez mais peso no discurso" das autoridades chinesas.

"Além disso, há também uma questão de segurança energética. Não se pode estar tão dependente do petróleo, por exemplo", acrescentou.

A Ecoprogresso, ressaltou Moita, "gostaria de ter escritórios mais regionais", mas este mercado, que é "muito regulado em qualquer país, é especialmente regulado na China". Por isso, a empresa optou por se estabelecer na capital, perto da sede do poder politico.

O escritório de Pequim, dirigido por um técnico português, Renato Roldão, emprega mais três consultores, todos chineses.
Hospedagem: UOL Host